Blog Católico, para os Católicos

BLOG CATÓLICO, PARA OS CATÓLICOS.

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

domingo, 24 de setembro de 2017

Ladainha em Louvor de Todos os Santos da Ordem do Carmo




Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus, Pai celestial, tende piedade de nós.
Deus, Filho Redentor do Mundo, tende piedade de nós.
Deus, Espírito Santo, tende piedade de nós.
Trindade Santa, que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Santa Maria, rogai por nós.
Rainha de Todos os Santos, Mãe e Esplendor do Carmelo, rogai por nós.
São José, Protetor do Carmelo, rogai por nós.
Santo Profeta Elias, Patriarca de Toda Ordem do Carmo, rogai por nós.
Santo Profeta Elias, inflamado de zelo pelo Senhor, o Deus dos Exércitos, rogai por nós.
Santo Profeta Eliseu, herdeiro do espírito de Elias, rogai por nós.
Santos Filhos dos Profetas, rogai por nós.

São Telésforo, cuidadoso governador da Igreja e destemido batalhador contra os hereges, rogai por nós.
Santo Anastácio, invencível no meio dos mais abomináveis e duradouros tormentos, rogai por nós.
São Gerardo, vítima de vosso zelo pela expansão da Igreja de Cristo, rogai por nós.
Santo Ângelo, ornado com a tríplice aureola de Virgem, Doutrinador e Mártir, rogai por nós.
São Pedro Tomás, Mártir de vosso zelo, na defesa da verdadeira Religião contra os incrédulos, rogai por nós.

Bem-aventurado Dionísio da Natividade, que confirmastes a pregação da verdadeira fé com o vosso sangue, rogai por nós.
Bem-aventurado Redento da Cruz, que pelo vosso Salvador padecestes a morte do Martírio, rogai por nós.
Todos os Santíssimos Mártires da Ordem do Carmo, rogai por nós.

São Dionísio, ardente defensor do Mistério da Santíssima Trindade, rogai por nós.
São Serapião, luz rutilante de sabedoria, rogai por nós.
Santo Esperidião, egrégio amante da simplicidade evangélica, rogai por nós.
São Cirilo, intrépido defensor da divina Maternidade de Maria, rogai por nós.
Santo Alberto, sapientíssimo legislador da Ordem do Carmo, rogai por nós.
Santo André Corsini, milagroso pacificador e desprezador de honras mundanas, rogai por nós.
Todos os Santos Bispos da Ordem do Carmo, rogai por nós.

São Hilarião, fiel habitante da solidão e formidável vencedor dos poderes infernais, rogai por nós.
São Bertholdo, zelosíssimo no governo e progresso de nossa Ordem, rogai por nós.
São Brocardo, extremoso zelador da observância da Disciplina Monástica, rogai por nós.
São Cirilo, exímio na doutrina, rogai por nós.
São Simão Stock, servo privilegiado de Maria, rogai por nós.
Santo Avertano, fiel observador da pobreza conventual, rogai por nós.
São João da Cruz, zeloso coadjutor de Santa Teresa na Reforma do Carmelo e incomparável amante da dor e do opróbrio, rogai por nós.

Bem-aventurado Romeu, exímio em devoção, rogai por nós.
Bem-aventurado Ângelo Agostinho, egrégio pregador da Palavra de Deus, rogai por nós.
Bem-aventurado João Soreth, incansável favorecedor da Primitiva Disciplina do Carmelo, rogai por nós.
Bem-aventurado Aloísio Rabata, ardente de amor ao próximo, rogai por nós.
Bem-aventurado Ludovico Morbioli, espelho de penitência, rogai por nós.
Bem-aventurado Jacobino, perseverante na oração, rogai por nós.
Bem-aventurado Batista de Mântua, ardente zelador da honra de Deus e desprezador do mundo, rogai por nós.
Todos os Santos Confessores da Ordem do Carmo, rogai por nós.

Santa Eufrásia, perfeitíssima no exercício da obediência, rogai por nós.
Santa Eufrosina, milagrosa amante da pureza virginal, rogai por nós.
Santa Seráfica Teresa, Reformadora do Carmelo e constante Vítima do amor, rogai por nós.
Santa Maria Madalena de Pazzi, particular imitadora do Salvador padecente, rogai por nós.

Bem-aventurada Francisca Ambrósia, célebre desprezadora das grandezas do mundo e exemplo de firme confiança em Deus, rogai por nós.
Bem-aventurada Joanna Scopelli, perfeito exemplo de oração e mortificação, rogai por nós.
Bem-aventurada Maria da Encarnação, profundíssima em humildade, rogai por nós.
Bem-aventurada Maria dos Anjos, igual aos Anjos por sua inocência, rogai por nós.
Bem-aventurada Joanna de Tolosa, delicioso exemplo de mortificação e de amor, rogai por nós.
Todas as Santas Virgens e Viúvas do Carmelo, rogai por nós.

Todos os Santos, que glorificastes por vossas virtudes à Ordem do Carmo, intercedei por nós.

Sede-nos favorável, perdoai-nos Senhor.
Sede-nos favorável, ouvi-nos Senhor.

De todo o mal, livrai-nos Senhor.
De todos os pecados, livrai-nos Senhor.
Do poder do Demônio, livrai-nos Senhor.
Da concupiscência da carne, livrai-nos Senhor.
Da concupiscência dos olhos, livrai-nos Senhor.
Da soberba da vida, livrai-nos Senhor.
Da morte eterna, livrai-nos Senhor.

Pelos merecimentos de todos os Santos do Carmelo, livrai-nos Senhor.
Pela sua particular devoção à Bem-aventurada Virgem Maria, livrai-nos Senhor.
Pela sua fé viva, livrai-nos Senhor.
Pela sua firme esperança, livrai-nos Senhor.
Pelo seu amor ardente, livrai-nos Senhor.
Pela sua perfeita obediência, livrai-nos Senhor.
Pela sua eterna pureza, livrai-nos Senhor.
Pela sua profunda humildade, livrai-nos Senhor.
Pela sua oração perseverante, livrai-nos Senhor.
Pela sua rigorosa penitência, livrai-nos Senhor.
Pelo seu amor à solidão, livrai-nos Senhor.
Pelo seu desapego às criaturas, livrai-nos Senhor.
Pelo seu incansável zelo, livrai-nos Senhor.
Pelo seu constante trabalho, livrai-nos Senhor.
Por todas as suas perseguições, livrai-nos Senhor.
Por todas as suas provações, livrai-nos Senhor.
Pela sua escrupulosa observância das obrigações do seu estado, livrai-nos Senhor.
Por todas as suas virtudes, livrai-nos Senhor.

Embora pecadores, ouvi nossos rogos.
Consegui-nos a graça de fugir do pecado, ouvi nossos rogos.
Assisti-nos no cumprimento de todas as nossas obrigações, ouvi nossos rogos.
Obtenha-nos misericórdia pela intercessão deles, ouvi nossos rogos.
Fielmente lhes copiemos as virtudes e exemplos, ouvi nossos rogos.
Uma vez para sempre nos alegremos com eles no Céu, ouvi nossos rogos.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende misericórdia de nós.

Ant. Coroados batalhadores, que merecestes, pelo pesado trabalho da vida religiosa, o eterno descanso: lançai vossos olhos aos vossos fracos irmãos militantes, que se alegram em apregoar o vosso louvor, no meio dos ataques inimigos e das ciladas infernais; vinde em nosso auxílio, a fim de que também nós nos alegremos com nossa salvação e vós vos possais ufanar da nossa completa vitória.

V. Deus é milagroso nos seus Santos.
R. E Santo em todas as suas obras.

Oremos: Todo poderoso e misericordioso Deus, que Vos alegrais com a lembrança de todos os Santos da Ordem de Nossa Senhora do Monte Carmelo: dai-nos, propício, que animados pelos seus exemplos e merecimentos, vivamos na constante meditação de vossa Lei, e, com completa abnegação de nós mesmos, para Vós somente vivamos, e com eles cheguemos à eterna salvação. Por Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém.

Comemoração de Todos os Santos da Ordem

Ant. A pia graça de Cristo sublimou os Santos que a Ordem da Bem-aventurada Virgem propagou. Nós vos pedimos que sejamos coadjuvados pelos merecimentos deles e recomendados a Deus pelas orações deles.

V. Os vossos Santos, Senhor, vos bendirão.
R. Proclamarão a glória do vosso Reino e anunciarão o vosso poder.

Oremos: Onipotente e clementíssimo Deus, que ornastes a insigne Ordem do Monte Carmelo com o sagrado título da gloriosíssima Virgem Maria Mãe do vosso Filho Jesus Cristo, pelos merecimentos de vossos Santos Profetas, Elias nosso Pai, e Eliseu; de vossos Confessores, Cirilo e Alberto; de vossas Virgens, Eufrásia, Teresa e Maria Madalena e de todos os outros: permiti que pelos votos deles, tendo sido livres de todos os males ameaçadores da alma e do corpo, possamos chegar contentes junto de Vós, verdadeiro vértice do Carmelo. Pelo mesmo Cristo Nosso Senhor. Amém.

V. Em todas as nossas tribulações e angústias nos socorra, a piedosa Virgem Maria.
R. Amém.

Reza-se um Pai Nosso, uma Ave Maria e um Glória ao Pai.

1º por todos os Irmãos e Irmãs da Ordem Terceira e Benfeitores;
2º pelos Terceiros doentes;
3º pelos Terceiros legitimamente ausentes;
4º por todos aqueles que se recomendaram as nossas orações;
5º pelos Terceiros defuntos.

Se depois da última reunião tiver falecido algum Terceiro, deve-se rezar por ele o Salmo De Profundis.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Oração em Forma de Ladainha à Virgem do Perpétuo Socorro


Ó Mãe do Perpétuo Socorro! Esse nome que levais, faz-me transbordar em confiança. Eis-me, pois, aqui a vossos pés; venho manifestar-vos todas as necessidades da minha vida e as da morte. Venho implorar-vos o maternal socorro vosso, para que, contando com a vossa proteção, possa sair triunfante delas. Dignai-vos, minha Mãe, escutar lá do Céu as minhas súplicas.

Em todas as necessidades, penas e misérias, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

No perigoso momento da tentação, para bem resistir, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se tiver a desgraça de pecar, para que depressa me levante, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se algum funesto laço me cativar no serviço do Demônio, para que depressa o rompa, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se for escravo de alguma tirânica paixão, para que triunfe dela, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se tardar em converter-me, para que facilmente me submeta, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se for um filho pródigo, endurecido e mergulhado no vício, para que torne a procurar a meu Pai, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se viver na tibieza, para que Jesus não me expulse, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se tiver a desgraça de viver no sacrilégio, para que consiga o valor para bem me confessar, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Quando me esquecer ou me descuidar de acudir a Vós, para que depressa o faça, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se alguma vez me relaxar no vosso serviço, para que volte ao meu fervor, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Na obrigação de confessar-me, para que fielmente a cumpra, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Na obrigação de receber a Sagrada Comunhão, para que a faça digna e fervorosamente, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Em todos os exercícios de um cristão fervoroso e especialmente na meditação e na oração, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para que conserve ou recupere a castidade, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para que adquira a humildade, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para que consiga amar a Deus de todo o meu coração, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para que pelo amor de Deus me conforme em tudo com sua santa vontade, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Em todos meus pensamentos, ações e negócios, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para que cumpra fielmente todas as obrigações do meu estado, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se a enfermidade afligir meu corpo e perturbar minha alma, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se o pesar e tristeza se apoderarem de mim, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se o mundo me faz sofrer, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se Deus me afligir com penas interiores, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se a Providência vier provar-me com a pobreza ou revezes de fortuna, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se encontrar na própria família motivos de aflição, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Se for humilhado, contrariado ou maltratado, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para alcançar a conversão e o alívio dos que amo, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para procurar a liberdade às Almas do Purgatório, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para cooperar na salvação dos pecadores, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para obter a graça da perseverança final, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para nunca esquecer-me de pedir esta graça, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Quando chegar a última enfermidade, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Quando se aproximar a morte, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Nas últimas tentações que precederem e acompanharem minha agonia, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Ao exalar o último suspiro, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Quando me apresentar ao vosso Filho para ser julgado, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Quando estiver padecendo no Purgatório, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Em todo o tempo e lugar, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para que vos ame, sirva e sempre vos invoque, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para que ame a Jesus Cristo, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Para que vos faça amar e servir de muitos, vinde em meu socorro, ó Mãe piedosa.

Amada, louvada, invocada e bendita sejais, Virgem do Perpétuo Socorro, esperança minha, meu amor, minha Mãe, refúgio meu e minha vida. Amém.

Breve Oração à Virgem do Perpétuo Socorro

Virgem Santíssima do Perpétuo Socorro, minha Mãe amantíssima, esperança minha, eu me acolho ao vosso manto e ao abrigo dele quero viver e morrer. Não consintais, minha Mãe muito amada, que nem hoje nem jamais, ofenda ao vosso Filho e de hoje para sempre dai-me a vossa bênção. Assim seja.



Fonte: Manual do Devoto de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, por um Padre Redentorista, pp. 458-461. Traduzido da edição castelhana pelo Dr. P. José Rodrigues Cosgaya; 4ª Edição; Estabelecimentos Benziger & Co., S.A. Editores Typographos da Santa Sé Apostólica, Einsiedeln, Suíça, 1899.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

REVELAÇÕES A MADRE MARIANA DE JESUS TORRES



Previsões sobre os Dogmas
da Imaculada Conceição e Assunção


Em fevereiro de 1634, Nosso Senhor Jesus Cristo Bambino disse a Madre Mariana de Jesus Torres que:

"O Dogma de Fé da Imaculada Conceição de minha Mãe será proclamado quando mais combatida estiver a Igreja e encontrar-se cativo o meu Vigário.

Do mesmo modo o Dogma de fé do Trânsito e Assunção em Corpo e Alma aos Céus de minha Mãe Santíssima. Mas tu, e as minhas esposas e almas escolhidas, deveis crê-lo sempre como se já fosse dogma. Nisto Me dão muito contentamento, porque é um ato de reconhecimento do meu poder e do meu amor de Filho à Imaculada Virgem Mãe, a Quem por minha própria Honra e Dignidade, jamais houvera podido consentir que seu Imaculado e Bendito Corpo se reduzisse ao pó da terra, como sucede ao comum dos meus fiéis.

Se, por desígnios meus, inacessíveis à compreensão dos homens, conservo incorruptos os corpos de alguns dos meus servos, com quanto maior razão não conservarei o Corpo de minha Mãe, Virgem Imaculada, levado com sua santíssima Alma à glória, para gáudio da Santíssima Trindade e alegria acidental dos Bem-aventurados!

Constitui isto também, de certo modo, um ato de justiça para com minha Santíssima Mãe, a Santa dos Santos e Rainha de todos eles.

Malditos mil vezes sejam os hereges e seus sequazes, que põem em dúvida os Mistérios concernentes a Mim e à minha Mãe! Malditos sejam! E seja a sua morada eterna o centro da terra, junto com o pai da mentira, Lúcifer, e seus sequazes, no meio do fogo criado pela Ira Divina para os Anjos rebeldes e os homens que a eles seguiram, apartando-se da verdade, fora da Igreja Católica".


Fonte: “Vida Admirable de la Rda. Madre Mariana de Jesús Torres, espoñola y una de las fundadoras del Monasterio real de la Límpia Concepción em la Ciudad de Quito – Escrita por el Rdo. Padre Manuel Sousa Peraira de la Orden Seráfica de los Menores del Convento Máximo de S. Francisco de Quito em el Ecuador”, Tomo Segundo, Cap. IX, pp. 87-88; Edição e Impressão: ARTPRESS – Papéis e Artes Gráficas Ltda., São Paulo, 2/2/1983.

Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...