Blog Católico, para os Católicos

BLOG CATÓLICO, PARA OS CATÓLICOS.

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

quinta-feira, 30 de abril de 2020

Novena em Honra a Nossa Senhora do Rosário de Fátima


FATOS HISTÓRICOS

Maria Auxílio dos Cristãos:1 O povo cristão implora as graças por intermédio de Maria não só individualmente, mas nos grandes momentos da história; povos e nações inteiras recorrem a Nossa Senhora para pedir seu auxílio no meio de graves calamidades.

A península Ibérica foi invadida, no século VII, pelos árabes muçulmanos, ameaçando a Europa recém-convertida ao Cristianismo. Os povos ibéricos, espanhóis e portugueses, lutaram durante nove séculos até realizar a tão almejada reconquista. No início dessas lutas, em 722, Pelayo venceu os muçulmanos em Covadonga, invocando a Virgem Santa Maria, porque Ela é a Mãe da piedade e misericórdia. Quando, no século XV, se realizou a total libertação da Espanha, pelas batalhas em que se levaram as bandeiras com a imagem da Virgem Maria, construiu-se, em ação de graças, em Toledo, a igreja da Virgem da Vitória.

No século XV, os muçulmanos avançaram do Oriente contra a Europa, e, em 1453, derrubaram o império cristão de Bizâncio. Naquele perigo, o Papa convocou o povo cristão da Europa para uma Cruzada de defesa e, em 1456, em Belgrado, os cruzados, dirigidos pelo herói João Hunyadi e São João Capistrano, infligiram grave derrota aos turcos, invocando os nomes de Jesus e Maria.

No século XVI, foi ameaçador o domínio do Mediterrâneo pela força naval dos turcos. O Papa São Pio V conseguiu unir a Espanha com Veneza, sob o comando de João da Áustria, e, em 1571, no estreito de Lepanto, destruiu-se totalmente a força naval da Turquia. Durante a batalha, o Papa rezava, com toda sua corte, o rosário de Nossa Senhora. Depois da vitória, São Pio V mandou incluir na Ladainha Lauretana a invocação: Auxílio dos Cristãos.

Em 1683, as tropas turcas atacaram Viena, querendo penetrar na Europa cristã. O exército reunido dos países cristãos venceu os agressores com a bravura do rei da Polônia, João Sobieski. Depois da brilhante vitória, iniciou-se a libertação da Hungria da opressão muçulmana de 150 anos. Em gratidão pelo auxílio de Nossa Senhora, o Papa Inocêncio XI instituiu a festa do Santíssimo nome de Maria, no dia 12 de Setembro.

Napoleão Bonaparte deportou o Papa Pio VII de Roma, que ficou prisioneiro na França entre 1809 e 1814. Tendo experimentado o poderoso auxílio da Mãe de Deus, quando recuperou a liberdade, Pio VII decretou a celebração da festa com o título Auxílio dos Cristãos, no dia 24 de maio do ano litúrgico.

Em nosso século, atribulado por duas grandes guerras, o Papa Pio XII consagrou, a pedido de Nossa Senhora de Fátima, a humanidade inteira ao Coração Imaculado de Maria. Essa consagração foi renovada também pelo Santo Padre João Paulo II.

O culto de Maria sob essa invocação. Os fiéis passaram a depositar sua confiança no auxílio de Nossa Senhora, pois, instruídos pelos símbolos veterotestamentários de socorro ao povo ameaçado (Judite e Ester), os cristãos tinham a certeza de que a Virgem Maria ajudaria o povo em todas as suas necessidades. Não foram os Evangelhos que tinham inspirado essa confiança pelo episódio da visitação a Isabel, pelas Bodas de Caná e por sua caridade misericordiosa debaixo da Cruz?

O Papa Pio IX exaltou a figura de Maria quando promulgou o dogma da Imaculada Conceição2 com estas palavras: “Maria é fidelíssima auxiliadora e poderosíssima Mediadora e Reconciliadora de toda a terra junto a seu Filho Unigênito. É glória e ornamento, como também defesa firmíssima, e sempre venceu todas as heresias e libertou os povos e nações das máximas calamidades e perigos de todo gênero”.

A invocação Auxílio dos Cristãos, é a forma pública e social da mediação que a Santíssima Virgem exerce não só a favor de pessoas, instituições e países, mas também para o bem de toda a Igreja Católica e do Vigário de Cristo, o Papa, principalmente nos momentos mais trágicos da humanidade e nos períodos mais perturbados da Santa Igreja.

Na época em que a Igreja foi duramente atacada em suas instituições, sua doutrina e disciplina e, principalmente, na pessoa do Santo Padre, São João Bosco3 colocou a invocação Auxílio dos Cristãos, sob o título de Nossa Senhora Auxiliadora, no centro da espiritualidade de suas Congregações recém-fundadas. São João Bosco escolheu esse título de Maria, porque os novos tempos se tornaram tão difíceis, que a Igreja necessita da ajuda especial de Maria para defender e conservar a fé cristã.

A devoção salesiana a Nossa Senhora Auxiliadora reflete o profundo espírito católico devotado à Igreja Romana e ao Santo Padre. As duas Congregações religiosas de Dom Bosco são, pelo mundo todo, zelosas promotoras da devoção a Nossa Senhora Auxiliadora.

No século XIII um perigo terrível ameaçava a Igreja Católica, sobretudo no sul da França: os hereges albigenses, mais perigosos que os próprios mouros, segundo declarou o Papa de então Inocêncio II.

Os cristãos organizam-se em Cruzadas para defesa da fé. Apesar disso, a sorte era-lhe desfavorável. Aparece São Domingos, que propaga e espalha o terço, e logo, a vitória sorri aos cristãos.

A 12 de Setembro de 1213 trava-se a célebre batalha de Muret, perto de Toulouse, em que 2.000 soldados cristãos derrotam o exército albigense de 100.00 homens, comandados por Raimundo de Tolosa e pelo rei Pedro de Aragão. Um contra 50!

Quem alcançou tão estrepitosa vitória, golpe decisivo na heresia albigense?

Que o diga o comandante do exército cristão, Simão de Monforte, que a atribuiu a Nossa Senhora do Rosário. Ali mesmo, mandou erguer, em ação de graças, uma capela sob a invocação da Senhora do Rosário.

Por isso, com razão escreveu o Papa Pio XI, a 29 de Setembro de 1937:

Desejamos vivamente que, durante o próximo mês de Outubro, o Santo Rosário seja rezado com devoção mais ardente por todos os cristãos… Que Aquela que vitoriosamente afastou das fronteiras dos povos cristãos a terrível Seita dos Albigenses, invocada e suplicada agora por nós, dissipe os novos erros, em particular os dos Comunistas, os quais por muitas razões e pelas suas numerosas perversidades recordam aquelas antigas heresias. E assim como no tempo das Cruzadas se elevava na Europa inteira, em todos os povos, uma súplica única, que também hoje, no mundo inteiro, nas metrópoles, nas cidades, vilas e aldeias, todos unidos pelo coração e pelo mesmo esforço, procurem com incessantes orações obter da poderosa Mãe de Deus, que sejam dissipados os destrutores da civilização cristã e humana, e que sobre as nações fatigadas e inquietas resplandeça a verdadeira paz”.4


FATOS RECENTES5

A Áustria

Na Europa central há um só pequeno país inteiramente livre – A Áustria. Fato mais maravilhoso ainda se considerarmos que a Áustria foi ocupada pelos russos em 1945, no final da II Guerra Mundial. E em 1954 declarava solenemente um dos chefes da Rússia: “Aquilo que nós um dia dominamos, nunca mais o perdemos”.

Por que perderam então a Áustria que dominavam? Por que deixaram livre, sem guerra, sem uso da força uma nação tão pequena e desarmada?

A resposta está no Terço Reparador, rezado no espírito da Mensagem de Fátima.

A Áustria tem 10 milhões de habitantes e um milhão deles, com o Primeiro-Ministro à frente, o Chanceler Dr. Figl, comprometeu-se a rezar todos os dias o terço. A 13 de Maio de 1955, aniversário da primeira aparição de Nossa Senhora em Fátima, os ocupantes retiraram-se e os austríacos viram a sua pátria livre e independente.

Teresa Neuman,6 que tinha no seu corpo as Chagas de Cristo e que durante dezenas de anos se alimentou somente com a Comunhão,7 disse pouco antes de morrer:

Com certeza, com certeza foram as orações e os muitos terços do povo da Áustria, que lhe mereceram a libertação”.

Todo o mundo se admirou e ainda hoje não compreende como é que este país ficou livre depois de esmagado durante 10 anos.

A resposta deu-a em Setembro de 1972, um Bispo da Áustria falando diante de todo o Episcopado a mais de 30 mil pessoas, na comemoração das Bodas de Prata da fundação da Obra do “Terço Reparador”:

Como em 1955 a Áustria foi libertada do jugo comunista pela fervorosa prece do Rosário, do mesmo modo e com igual arma, o mundo ficará livre dos atuais assaltos do Demônio e dos sequazes”.

Quer dizer, se rezarmos o terço, Nossa Senhora conceder-nos-á a verdadeira liberdade e paz.


O Brasil

Em 1964, o Brasil encontrava-se num momento perigosíssimo. Escreve uma revista alemã:

A comunização do Brasil estava iminente. Foi porém, frustrada, graças ao terço. Eis como as coisas se passaram:

Toda a vida pública fora declaradamente orientada para o marxismo pelas entidades oficiais, tanto na Política como na Economia, como na Instrução. O pior que se pode imaginar! Os erros do marxismo chegaram a introduzir-se no Clero… No Clero novo há, por vezes, muitas confusões de ordem ideológica… A ele cabe a responsabilidade de os marxistas terem tomado nas suas mãos a direção dos movimentos católicos juvenis.

Mas o povo conservou-se são. E o povo sublevou-se e começou a rezar o terço. Primeiro, as mulheres simples e piedosas, sozinhas. Depois, os homens e a juventude… A televisão captou e transmitiu a cena de mulheres, de terço na mão, a afugentar os comunistas…

Foi assim que o Brasil se salvou… à última hora, graças à reza do terço”.

Em Julho de 1964, veio a Fátima o Promotor das Congregações Marianas no Brasil, o Padre Valério Alberton,8 para agradecer à Santíssima Virgem a libertação da sua Pátria. Eis o que ele disse e escreveu:

Vencemos, graças a Nossa Senhora do Rosário. Foi a Mensagem de Fátima, vivida no Brasil, que nos libertou a tempo…

Era muito grave a situação do meu país. Todos os setores da atividade humana estavam minados. As posições-chave encontravam-se nas mãos dos comunistas notórios ou pró-comunistas. Os sindicatos, eram, na maioria, manobrados por eles.

Greves contínuas, algumas de caráter político, levavam a agitação a toda a parte. Também as Universidades foram penetradas… Eu mesmo constatei a gravidade da situação, porque viajei de Novembro (1963) a Março (1964), por todas as capitais do Brasil e estive em contato com os meios Universitários. Em meados de Março terminei a minha ‘volta’ com esta conclusão: ‘É um fato, que a Igreja perdeu o Mundo Universitário’.

A penetração era profunda nas Faculdades católicas. Até nos nossos colégios descobrimos células… Nem as Associações Católicas escaparam.

Só restava uma esperança: a devoção à Santíssima Virgem.

Os apelos reiterados e instantes à Oração e à Penitência, segundo o espírito de Fátima, reavivaram a Fé, que transporta montanhas e o impossível aconteceu; o milagre de uma guerra ganha sem uma gota de sangue, apesar de o Alto Comando Contra-revolucionário prever pelos menos três meses de luta encarniçada. Uma força inexplicável, humanamente falando, fez desmoronar, como por encanto, tal como um castelo de cartas, todo o dispositivo militar armado tão pacientemente e tão diabolicamente edificado… durante vários anos.

A evidência da graça era tal, que todos se convenceram, depois de uma vitória espetacular, e tão sem paralelo na História da Humanidade, de que ela não tem explicação humana. E, na verdade, os chefes militares e civis da Contra-revolução foram quase unânimes em atribuir a vitória a uma graça especial da Santíssima Virgem e muitos deles citam o Rosário como tendo sido a arma decisiva”.9

Perante o perigo, as Associações Católicas puseram a sua atividade ao serviço da Santíssima Virgem, 200.00 homens e rapazes inscritos nas 2.700 Congregações Marianas formaram um verdadeiro exército pacífico na luta pela liberdade.

As mulheres não ficaram atrás. Foram elas que levaram ao fracasso a Revolução Marxista de 1964, pela sua coragem e pela Fé e confiança, depositadas em Nossa Senhora. Foram elas e as crianças que distribuíram milhares de impressos com esta súplica: “Mãe de Deus, protegei-nos, defendei-nos e poupai-nos aos sofrimentos…”.

Atravessaram as ruas a rezar o terço e a entoar cânticos religiosos. Em 17 de Março de 1964 organizaram a “Marcha da Família pela Liberdade, com a ajuda de Deus”.

Todas as semanas, o Cardeal do Rio de Janeiro, alertava os católicos pedindo-lhes penitência, segundo o espírito de Fátima, para que Deus tivesse compaixão deles, por intercessão de Nossa Senhora.

No dia 31 de Março de 1964 sem guerra, sem luta, sem derramamento de sangue, raiou a hora da liberdade, da tranquilidade e da paz.


PRÓLOGO10

O Terço arma da paz: Seis vezes apareceu Nossa Senhora em Fátima e em todas essas aparições pediu que não deixássemos passar dia nenhum sem rezar o terço. Por três vezes apontou a reza do terço como melhor meio de obter a paz:

Em 13 de Maio: “Rezem o terço todos os dias, para alcançarem a paz para o mundo e o fim da guerra”.

Em 13 de Julho: “Quero que continuem a rezar o terço todos os dias, em honra de Nossa Senhora do Rosário, para obter a paz do mundo e o fim da guerra, porque só Ela lhes poderá valer”.

Em 13 de Setembro: “Continuem a rezar o terço, para alcançarem o fim da guerra”.

Os fatos tanto antigos, como recentes, mostram que o terço é realmente a arma da paz.


ADVERTÊNCIA11

Junto ao Trono Luminoso de Nossa Senhora, Rainha do Rosário de Fátima, um grupo de devotos recita diariamente, em séries de nove dias, esta novena nas intenções de todos aqueles que se inscrevem na lista das intenções particulares. Pessoas que moram longe, poderão inscrever-se a si mesmas ou a conhecidos mediante carta.

Nas Reflexões de cada dia procurei consignar brevemente tudo quanto a Virgem Santíssima, aparecendo aos seus pastorinhos de Fátima, lhes pediu a eles e a todos nós.

Inúmeros fiéis já nos têm atestado graças e favores celestes recebidos da Mãe Santíssima e Rainha de misericórdia.

Saibamos confiar ilimitadamente no seu Imaculado e maternal Coração, refúgio seguro em todas as vicissitudes da vida presente.

Frei João José Pedreira de Castro, O.F.M.

Petrópolis, aos 13 de Maio de 1947.


Oração Preparatória
para Todos os Dias

Oração do Anjo de Fátima: Senhor, nós Vos adoramos profundamente e Vos oferecemos o Sangue precioso de Jesus em desagravo e propiciação.

V. Santo Anjo de Fátima, assisti-nos em nossa oração.
R. Para louvarmos dignamente a Rainha do Rosário de Fátima.

V. Senhora e Rainha dos Céus e da terra, vinde em nosso auxílio.
R. Ó Mãe de misericórdia, apressai-Vos em nos socorrer.

V. Ó Maria, que em Fátima nos tendes revelado o Vosso Coração Imaculado, fonte dos mais preciosos ensinamentos e das mais eficazes graças, eis-nos aqui aos Vossos pés, humildes e confiantes, ansiosos de ser por Vós introduzidos no amor sempre mais ardente do nosso Deus, certos de ser benignamente atendidos em nossas necessidades pelo Vosso amor de Mãe e pelo Vosso poder de excelsa Rainha dos Céus.

R. Amém.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.



PRIMEIRO DIA

Reflexão

MARIA ENSINA A REZAR

O que a Virgem Santíssima inculcou com mais instância aos seus pastorinhos de Fátima foi a oração. – Rezai, rezai muito, dizia Ela. Rezai todos os dias o terço!

Em todas as suas aparições insistia neste ponto: Não deixassem de rezar e de rezar bem e devotamente, de modo particular, o Rosário e a oração: “Ó Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do Inferno, levai para o Céu as almas, principalmente as mais necessitadas da Vossa misericórdia”. E Ela explicava: Deviam rezar pela conversão dos pecadores. Tantas almas se perdem eternamente, porque não há quem reze por elas. A Oração, é a arma mais eficaz e invencível, o grande meio que está sempre ao nosso alcance, para nos salvar a nós mesmos e o próximo.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

Oração

Mãe Santíssima de Fátima, atendendo aos Vossos conselhos, nós Vos oferecemos hoje o Vosso santo Rosário pelas intenções de Vosso amabilíssimo e Imaculado Coração. E nesse Vosso Coração materno depositamos confiadamente todas as nossas necessidades espirituais e corporais, principalmente estas que Vós conheceis e pelas quais estamos começando esta novena. Ó Rainha do Rosário, dignai-Vos atender aos Vossos filhos e servos que imploram a Vossa imensa bondade. Que, por Vós atendidos, possamos louvar e engrandecer eternamente a infinita misericórdia do Senhor.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

V. Rainha do Rosário de Fátima.
R. Rogai por nós.
V. São José.
R. Rogai por nós.

Nota: Recomenda-se a recitação do Terço do Dia e a


Ladainha de Nossa Senhora

Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus, Pai dos Céus, tende piedade de nós.
Deus Filho, Redentor do mundo, tende piedade de nós.
Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Santa Maria, rogai por nós.
Santa Mãe de Deus...
Santa Virgem das virgens...
Mãe de Jesus Cristo...
Mãe da divina graça...
Mãe puríssima…
Mãe castíssima…
Mãe Imaculada…
Mãe intacta…
Mãe intemerata…
Mãe amável…
Mãe admirável…
Mãe do bom conselho…
Mãe do Criador…
Mãe do Salvador…
Mãe da Igreja…
Virgem prudentíssima…
Virgem venerável…
Virgem louvável…
Virgem poderosa…
Virgem benigna…
Virgem fiel…
Espelho de justiça…
Sede da sabedoria…
Causa de nossa alegria…
Vaso espiritual…
Vaso honorífico…
Vaso insigne de devoção…
Rosa mística…
Torre de Davi…
Torre de marfim…
Casa de ouro…
Arca da aliança…
Porta do Céu…
Estrela da manhã…
Saúde dos enfermos…
Refúgio dos pecadores…
Consoladora dos aflitos…
Auxílio dos cristãos…
Rainha dos Anjos…
Rainha dos Patriarcas…
Rainha dos Profetas…
Rainha do Apóstolos…
Rainha dos Mártires…
Rainha dos Confessores…
Rainha das Virgens…
Rainha de todos os Santos…
Rainha concebida sem Pecado Original…
Rainha assunta ao Céu…
Rainha do santo Rosário…
Rainha da família…
Rainha da paz.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, atendei-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós.

V. Rogai por nós, Santa Mãe de Deus.
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Senhor Deus, nós Vos suplicamos que concedais aos vossos servos, lograr perpétua saúde de alma e de corpo; e que, pela gloriosa intercessão da bem-aventurada sempre Virgem Maria, sejamos livres da presente tristeza e gozemos da eterna alegria. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.


Ato de Consagração ao
Imaculado Coração de Maria12

Ó Maria. Virgem poderosa e Mãe de misericórdia, Rainha do Céu e refúgio dos pecadores, nós nos consagramos ao Vosso Coração Imaculado.

Nós Vos consagramos nosso ser e nossa vida inteira: tudo que temos, tudo que amamos, tudo que somos. A Vós pertencem nossos lares, nossas famílias, nossa Pátria. Queremos que tudo em nós e tudo que há em redor de nós seja Vosso, e participe dos benefícios de Vossas bênçãos maternais. E para que esta consagração seja realmente eficaz e durável, renovamos hoje, aqui aos Vossos pés, ó Maria, as promessas do nosso Batismo e da nossa Primeira Comunhão. Comprometemo-nos a professar, corajosamente e sempre, as verdades da Fé, e a viver como católicos, inteiramente sujeitos à direção e às determinações de Sua Santidade o Papa e dos Bispos em Comunhão com ele. Comprometemo-nos a observar os Mandamentos de Deus e da Igreja, particularmente a santificação do Domingo. Comprometemo-nos a esforçar-nos para que, enquanto nos for possível, as consoladoras práticas da Religião Cristã, antes de tudo a Santa Comunhão, façam parte integrante de nossa vida. Prometemos-Vos, por fim, ó gloriosa Mãe de Deus e terna Mãe dos homens, dedicar-nos, de todo o coração, ao serviço de Vosso culto bendito, para confessar e assegurar, pelo Reino do Vosso Coração Imaculado, o Reino do Coração de Vosso Filho adorável, em nossas e em todas as almas, em nossa cara Pátria, e em todo o Universo, na Terra como no Céu. Assim seja.

Jaculatória13

Ó Coração puríssimo de Maria,
Virgem puríssima,
alcançai-me de Jesus
a pureza e humildade de coração.



SEGUNDO DIA

Oração Preparatória para Todos os Dias

Reflexão

MARIA ENSINA A MORTIFICAÇÃO

Se aos pastorinhos, Nossa Senhora tanto frisava a oração, principalmente o santo Rosário, queria também que à oração acrescentassem a mortificação. O espírito de sacrifício que é o âmago do Cristianismo, e a condição necessária para nele entrarmos, foi novamente inculcado e aconselhado vivamente em Fátima. As próprias crianças deviam impor-se toda espécie de pequenas e grandes mortificações voluntárias. Deviam sofrer com paciência as contrariedades e doenças que não lhes seriam poupadas. É pelo sofrimento que reparamos a Justiça Divina e consolamos o aflitíssimo Coração de Jesus. É só pelo caminho da Cruz que entraremos um dia no Céu.

Oração

Ó Virgem dolorosíssima e Rainha dos Mártires, que tanto tendes sofrido durante a Vossa vida terrena, fazei que possamos compreender sempre melhor os Vossos ensinamentos. Dai-nos força e ânimo nos nossos padecimentos e aflições e assisti-nos sempre para que nunca faltemos com a paciência e resignação à Santíssima Vontade de Deus. Mãe benigníssima, que tanto Vos enterneceis com os nossos males, alcançai-nos de Vosso divino Filho as graças e favores que Vos suplicamos nesta novena. Atendei-nos propícia, se for a Santíssima Vontade de Deus, para que, gozando de perfeita saúde de corpo e da alma, bendigamos hoje e sempre a sua Misericórdia infinita.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

V. Rainha do Rosário de Fátima.
R. Rogai por nós.
V. São José.
R. Rogai por nós.

Nota: Recomenda-se a recitação do Terço do Dia, a Ladainha de Nossa Senhora e a Consagração ao Imaculado Coração de Maria. Tudo como no Primeiro Dia.


TERCEIRO DIA

Oração Preparatória para Todos os Dias

Reflexão

MARIA ENSINA O TEMOR DO INFERNO

A Virgem Santíssima queria que os pastorinhos pedissem continuamente nas suas orações: “Ó Jesus, perdoai-nos; livrai-nos do fogo do Inferno…”. É que Ela conhece os desígnios de Deus e os rigores de sua justiça. E, no seu imenso amor de Mãe, não pode ver impassível os seus filhos caírem no Inferno. Se tememos os males deste mundo, mais devemos temer as penas eternas. Se suplicamos que Deus nos livre dos sofrimentos desta vida, mais devemos implorar-lhe a clemência, quanto aos nossos merecidos castigos que não terão fim. Por isso, com um gesto de suas mãos, Maria mostrou aos seus privilegiados videntes o tremendo fogo do Inferno. Que esta visão, inteiramente conforme ao Evangelho, nos encha hoje e sempre do santo temor de Deus e nos faça rezar sem cessar pela nossa própria salvação e pela conversão dos pecadores!

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

Oração

Ó Mãe Santíssima, cheia de solicitude pela salvação de Vossos filhos na terra, que, pelos seus pecados, correm risco de se perder eternamente, com toda a docilidade atenderemos aos Vossos ensinamentos e com as criancinhas de Fátima não cessaremos de pedir: “Ó Jesus, livrai-nos do fogo do Inferno…”. Mais que qualquer outra graça, nós Vos suplicamos, ó Mãe poderosíssima, para nós mesmos e para nossos irmãos pecadores, que nos preserveis a todos do supremo castigo. E, fazendo-Vos este humilde pedido, não deixaremos também de confiar no Vosso amor sem limites, que nos concedais os favores pelos quais estamos fazendo esta novena. Alcançai-nos, ó gloriosa Rainha do Rosário de Fátima, de Vosso Filho divino a saúde do corpo e a paz de espírito para todos os dias de nossa vida terrena. Possamos pela Vossa proteção materna ir um dia louvar e engrandecer eternamente a Misericórdia infinita de nosso Deus convosco no Céu.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

V. Rainha do Rosário de Fátima.
R. Rogai por nós.
V. São José.
R. Rogai por nós.

Nota: Recomenda-se a recitação do Terço do Dia, a Ladainha de Nossa Senhora e a Consagração ao Imaculado Coração de Maria. Tudo como no Primeiro Dia.


QUARTO DIA

Oração Preparatória para Todos os Dias

Reflexão

MARIA ENSINA O AMOR DE JESUS

Com a mais íntima comparticipação, Maria em Fátima referiu-se à tristeza de Jesus. Por esta mesma comparticipação e recomendando que os pastorinhos consolassem a Jesus que estava tão triste, Ela nos patenteava de um lado o seu imenso amor pelo Divino Filho e de outro lado nos ensinava praticamente quanto e como O devemos amar. Amar Jesus sem limites, como Ela O ama. Amá-lO ternamente, com vivo interesse pelo que lhe diz respeito. Amá-lO generosamente, procurando consolá-lO pela nossa própria conversão a despeito de todo o sacrifício e pelo nosso esforço, rezando e imolando-nos para que os pecadores cessem de agravar o seu Coração Divino.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

Oração

Ó Mãe amorosíssima de Jesus, que em Vosso imenso amor de Mãe, tanto desejais a sua alegria e a sua glória, olhai para os nossos corações e vede que, se o nosso amor para com nosso Redentor Divino é ainda tão frio, ao menos muito O desejamos amar. E em Vós confiamos, ó Rainha do Rosário de Fátima, que nos comuniqueis um pouco de Vosso intensíssimo afeto para com o Divino Coração, digníssimo de todo o amor. E pelo amor desse Vosso Jesus, nós Vos suplicamos: Concedei-nos a graça que instantemente Vos pedimos nesta novena. Embora indigníssimo, possamos por Vossa intercessão sentir em nós o amor de Jesus, e atraídos por este amor possamos levar vida sempre mais perfeita, consolando e desagravando os Vossos Corações durante a nossa vida terrena, para Vos ir louvar e engrandecer eternamente no Céu.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

V. Rainha do Rosário de Fátima.
R. Rogai por nós.
V. São José.
R. Rogai por nós.

Nota: Recomenda-se a recitação do Terço do Dia, a Ladainha de Nossa Senhora e a Consagração ao Imaculado Coração de Maria. Tudo como no Primeiro Dia.


QUINTO DIA

Oração Preparatória para Todos os Dias

Reflexão

MARIA ENSINA O ESPÍRITO DE REPARAÇÃO

A Virgem Santíssima veio à Fátima, trazida de seu imenso amor, para tratar com os pastorinhos da salvação do mundo. E inculca-lhes o grande e eficaz meio de consegui-lo: é a reparação e o desagravo. Compreende-se: para Deus nada é difícil. A uma palavra sua serenam as tempestades, desaparecem todos os males, voltam a paz e a plenitude de todos os bens. O que impede as bênçãos do Céu são os pecados dos homens, ainda não expiados.

Daí, desagravar o Coração de Jesus ofendido equivale a abrir de novo os mananciais da Misericórdia do Senhor, de modo que as chuvas copiosas de suas graças operem entre os homens o prodígio da conversão e da salvação. Maria nos ensina o eficacíssimo apostolado da reparação.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

Oração

Mãe piedosíssima, que, durante a Vossa vida, fostes sempre preciosa e perene Vítima da expiação à Justiça Divina, fazei que nós nos unamos com o Vosso Filho em contínuos atos de verdadeiro desagravo e reparação pelos nossos pecados e pelos crimes do mundo inteiro. É o que neste momento temos intenção de fazer. Aceitai, ó Coração de Jesus, pelo Imaculado Coração de Vossa Mãe, todos os nossos sofrimentos, penas e trabalhos em desagravo aos Vossos amantíssimos Corações. E procurando reparar nossas ingratidões e pecados, esperamos firmemente obter neste dia de Vossa bondade as graças pelas quais esta novena Vos é oferecida. Concedei-nos o que humilde e confiadamente Vos suplicamos, para que convosco eternamente cantemos a Misericórdia de nosso Deus.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

V. Rainha do Rosário de Fátima.
R. Rogai por nós.
V. São José.
R. Rogai por nós.

Nota: Recomenda-se a recitação do Terço do Dia, a Ladainha de Nossa Senhora e a Consagração ao Imaculado Coração de Maria. Tudo como no Primeiro Dia.


SEXTO DIA

Oração Preparatória para Todos os Dias

Reflexão

MARIA ENSINA O DESEJO DO CÉU

Mesmo aparecendo na terra, a Virgem de Fátima rescendia o Céu, pois que pisava nas nuvens e tinha toda Ela o aspecto de luz. Ela dizia aos pastorinhos que “vinha dos Céus”, para neles avivar o desejo desse lugar de delícias. Cumpre-nos passar na terra algum tempo; conforme os planos da Providência, mas não nos devemos afeiçoar a este vale de lágrimas. Fomos criados para a bem-aventurança do Céu e por ele é que devemos ansiar com todas as veras de nossa alma. Os anseios do Céu é que nos dão forças nas lutas terrenas para não esmorecermos. Sentindo as afeições do Céu, facilmente passaremos por cima dos perigos da vida presente, vencendo hoje e sempre as seduções do mundo e da carne.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

Oração

Ó Virgem gloriosíssima e Rainha do Céu, com Vossos pastorinhos, também nós Vos suplicamos: Levai-nos para o Céu. É ardente o pedido que fazemos a Jesus, Vosso Filho e nosso Redentor divino: levar-nos a todos para o Céu, principalmente as almas mais necessitadas da Misericórdia do Senhor, qual é a nossa própria alma. Fazei que todos os dias de nossa vida sintamos veementes desejos do Céu, a pátria ditosa que Jesus nos abriu com seu Sangue Divino. E Vós, ó Mãe, que do Céu viestes visitar-nos em Fátima, para trazer Vossa mensagem de bênçãos e graças, dignai-Vos conceder-nos os favores, de que tanto necessitamos e pelos quais Vos estamos fazendo esta novena. Concedei-nos que na terra gozemos de saúde e tranquilidade e que um dia no Céu possamos convosco ir bendizer eternamente a infinita Misericórdia de Deus.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

V. Rainha do Rosário de Fátima.
R. Rogai por nós.
V. São José.
R. Rogai por nós.

Nota: Recomenda-se a recitação do Terço do Dia, a Ladainha de Nossa Senhora e a Consagração ao Imaculado Coração de Maria. Tudo como no Primeiro Dia.


SÉTIMO DIA

Oração Preparatória para Todos os Dias

Reflexão

MARIA ENSINA O ESPÍRITO DE SERIEDADE

Inculcando a oração e a meditação, apontando para o Coração de Jesus triste, Maria quer que tomemos a sério o esforço pela nossa conversão e santificação. Quando os pastorinhos lhe apresentavam os muitos pedidos que os doentes lhes faziam, a Virgem, por vezes, respondeu que os curaria, se se convertessem. Em deixar o pecado e praticar com afinco a virtude, deve consistir a nossa contínua preocupação. Negócio para nós mais importante não pode haver. Uma só coisa nos é absolutamente necessária: a salvação de nossa alma. E para que mereçamos ser atendidos pela Rainha do Rosário de Fátima, atendamos às suas palavras. Vejamos se alguma coisa em nós desagrada aos olhos divinos e convertamo-nos seriamente.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

Oração

Ó Mãe e Mestra Sapientíssima, aqui estamos nós seriamente decididos a romper de uma vez para sempre com o pecado e com todo e qualquer apego que Vos possa contristar a Vós e ao Sacratíssimo Coração de Jesus. Tomamos, hoje, mais uma vez em nossa vida, a firme resolução de antes morrer do que pecar e de cumprir à risca a santíssima Lei de Deus e todos os nossos deveres. Dai-nos, ó Mãe Santíssima, o fervor espiritual e todas aquelas graças que Vós sabeis nos são necessárias para um sério esforço para a nossa santificação. Concedei-nos também o insigne favor que Vos estamos suplicando dia a dia nesta novena, depondo no Vosso Imaculado Coração toda a nossa confiança. Que por Vossa intercessão obtenhamos a graça de trabalhar seriamente em salvar a nossa alma e as almas dos pecadores, até que convosco possamos ir louvar para sempre a infinita Misericórdia de nosso Deus no Céu.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

V. Rainha do Rosário de Fátima.
R. Rogai por nós.
V. São José.
R. rogai por nós.

Nota: Recomenda-se a recitação do Terço do Dia, a Ladainha de Nossa Senhora e a Consagração ao Imaculado Coração de Maria. Tudo como no Primeiro Dia.


OITAVO DIA

Oração Preparatória para Todos os Dias

Reflexão

MARIA ENSINA A CONFIAR

Aos pastorinhos de Fátima a Virgem predisse que muito teriam de sofrer, mas incutiu-lhes na alma a mais viva confiança: – Não temais. Eu estarei convosco e Vos assistirei. – Idênticas palavras a todos nós Maria dirige. Não nos promete Ela livrar de todos os males do mundo. Nos é necessário sofrer toda espécie de contradições e terminar nossos dias terrenos pela morte. Por muitas tribulações é que devemos conquistar o Céu. Mas Ela, Rainha do Céu, promete-nos a assistência. Nos transes mais difíceis não devemos temer. Ela estará conosco. Mesmo tentados e atribulados pela nossa natureza rebelde e pelo pensamento de nossos pecados, urge confiar no seu Coração Imaculado. A um aceno seu podemos ser libertados de todos os males e no momento da morte Ela estará ao nosso lado, para levar para o Céu a nossa alma.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

Oração

Mãe querida do Céu, nenhuma palavra por Vós proferida é mais doce e suave a um coração aflito como o nosso do que a que tendes dito aos Vossos pastorinhos e por eles a nós; “Não temais, Eu estarei convosco”. Oh! Sim; nós confiamos em Vós, porque cremos inabalavelmente no Vosso amor e no Vosso poder. Confiamos em Vós, pois que somos Vossos filhos, filhos de Vosso terníssimo Coração. Confiamos ao Vosso amor e poder a nossa eterna salvação, assim como também temos a certeza de que nos haveis de atender e conceder os favores especialíssimos que Vos vimos pedindo instantemente nestes nove dias. Atendei-nos, ouvi-nos propícia, ó Virgem Clementíssima, para que cresça ainda mais a nossa confiança em Vós e que esta confiança seja a nossa salvação. Ó Maria, que, salvos por Vossa intercessão, no Céu convosco louvemos eternamente o nosso Deus de infinita Misericórdia.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

V. Rainha do Rosário de Fátima.
R. Rogai por nós.
V. São José.
R. rogai por nós.

Nota: Recomenda-se a recitação do Terço do Dia, a Ladainha de Nossa Senhora e a Consagração ao Imaculado Coração de Maria. Tudo como no Primeiro Dia.


NONO DIA

Oração Preparatória para Todos os Dias

Reflexão

MARIA ENSINA A DEVOÇÃO
AO SEU IMACULADO CORAÇÃO

Um segredo revelou a Santíssima Virgem aos pastorinhos, segredo impenetrável ao mundo: a devoção e o amor ao seu Imaculado Coração. A Providência Divina reservou para os tempos atuais a difusão do Reino do Coração de Maria, para afervorar de novo as almas, converter os corações mais endurecidos dos pecadores e desta forma salvar o mundo. A Virgem de Fátima deseja um culto de desagravo ao seu Imaculado Coração, um culto de confiança e de abandono em sua proteção, um culto de constante esforço por imitá-lo e para unir-se a ele, procurando sentir o que sente em amor de Deus e do próximo. Abre-se-nos o Imaculado Coração de Maria, e convida-nos maternalmente a nele fixarmos nossa morada.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

Oração

Ó Imaculado Coração de Maria, que, todo belo, nos apareceis em Fátima, revelando-nos os tesouros que ocultais de piedade, de amor e de poder, nós nos consagramos inteiramente a Vós e Vos devotamos todo o nosso afeto filial, hoje e todos os dias de nossa vida. É nosso desejo e intenção desagravar-Vos filialmente de nossas ofensas e das ingratidões dos homens. Em Vós, ó Coração Imaculado e acolhedor, desejamos habitar, contemplando-Vos e alegrando-nos no Vosso amor. Possamos participar dos Vossos sentimos de amor a Jesus, Vosso Filho, e do vivo interesse pelos seus membros místicos; e convosco suspiremos sempre e trabalhemos pela conversão dos pecadores. Concedei-nos, ó Imaculado Coração de Maria, as graças pelas quais fizemos e estamos terminando hoje esta novena, com toda a confiança de que nossos corações são capazes. Por Vós, ó Mãe Santíssima, temos certeza de conseguir tudo aquilo que nos é necessário para o nosso bem temporal e para a nossa eterna salvação. Possamos, ó Maria, ir Vos contemplar um dia no Céu e agradecer-Vos quanto tendes feito pelos Vossos filhos na terra, louvando e bendizendo convosco a infinita Misericórdia de nosso Deus e Senhor.

Ave Maria…

Doce Coração de Maria, sede minha salvação.

V. Rainha do Rosário de Fátima.
R. Rogai por nós.
V. São José.
R. rogai por nós.

Nota: Recomenda-se a recitação do Terço do Dia, a Ladainha de Nossa Senhora e a Consagração ao Imaculado Coração de Maria. Tudo como no Primeiro Dia.



Oração a Nossa Senhora de Fátima
em Alguma Enfermidade

Mãe Santíssima, que tendes querido aparecer em Fátima, para avivar a nossa confiança em Vosso amor e poder, vinde em nosso auxílio nesta enfermidade que a Divina Providência nos envia.

Alcançai-nos a graça de conformidade completa com a santíssima Vontade de Deus e a saúde perfeita, se assim lhe aprouver, para que, gozando da paz e de toda a tranquilidade, o possamos servir fielmente, todos os dias de nossa vida.

Em Vós, Mãe amorosíssima, depositamos toda a nossa confiança de sermos por Vós atendidos bondosamente, de modo que bem depressa Vos possamos vir agradecer, como filhos e servos Vossos. Amém.

Ave Maria… (3X)


____________________________
1Veremundo Thoth, “Louvores à Virgem Maria ou Reflexões sobre a Ladainha de Nossa Senhora”, Cap. 38, pp. 103-105. AM edições, São Paulo/SP, 1993.
2Bula Ineffabilis Deus, 1854.
31815-1888.
4Carta Encíclica “Ingravescentibus malis”, de 29 de Setembro de 1937.
5Rev. Pe. Fernando Leite, “Se Fizerem o que Eu vos disser, terão paz”, pp. 3-10. 12ª Edição, Secretariado Nacional do Apostolado da Oração, Braga, 1981.
6Estigmatizada alemã.
7Eucarística.
8Padre Jesuíta.
9“Voz de Fátima”, Outubro de 1964.
10Rev. Pe. Fernando Leite, “Se Fizerem o que Eu vos disser, terão paz”, pp. 3-10. 12ª Edição, Secretariado Nacional do Apostolado da Oração, Braga, 1981.
11Fr. João José Pedreira de Castro, O.F.M., “Novena a Nossa Senhora de Fátima”, pp. 5-22. IV Edição, Editora Vozes Ltda, Petrópolis/RJ, 1953.
12Oração indulgenciada (Preces 356).
13Oração indulgenciada (Preces 352).

Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...