Blog Católico, para os Católicos

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

sábado, 1 de junho de 2019

Ato de Desagravo ao Imaculado Coração de Maria, para o 1º Sábado do Mês.


Santíssima Virgem, Mãe de Deus, Rainha dos Anjos e dos homens; damos graças à Santíssima e Adorável Trindade, pelos gloriosos privilégios com que Vos favoreceu.

Cremos tudo o que a Igreja ensina sobre Vossas grandezas, Vosso poder, Vossa bondade e virtudes.

Cremos especialmente, que Vossa Conceição foi imaculada, que em Vós a Maternidade divina está unida a uma inviolável e perpétua virgindade; que pela plenitude das graças que recebestes e Vossa fiel correspondência, estais elevada ao mais alto grau de santidade, acima de todas as criaturas humanas e angélicas; que, pela parte que tomastes na Redenção do mundo, merecestes o título de Co-Redentora do Gênero Humano; que, pela Vossa cooperação na distribuição das graças, ficastes a Tesoureira e a Porta do Céu; enfim, que Sois a Soberana e Rainha dos Anjos e dos homens.

Queremos publicar que Sois toda poderosa e só usais deste poder para salvação das almas e consolação dos aflitos, indo sempre em auxílio de Vossos devotos, obsequiando sempre os que Vos invocam e muitas vezes prevenindo aqueles que deixam de Vos invocar.

Oh! Mãe da divina graça, Refúgio dos pecadores e poderoso Auxílio dos cristãos, recebei nossos humildes agradecimentos pelas inumeráveis graças que tendes obtido à Igreja inteira, e a cada um de seus filhos. Oferecemo-Vos o tributo da nossa gratidão por todos os Vossos benefícios.

Perdoai, ó Rainha e Mãe de misericórdia, nossas infidelidades para Convosco. Mais que nunca prometemos Vos honrar, amar e imitar, com o auxílio da divina graça.

Perdão, ó Boa Mãe, por todas as blasfêmias contra Vós proferidas, quer por palavras ou escritos. Perdão pelas profanações feitas a Vossa imagem!

Perdão pelas ingratidões que ferem Vosso Coração materno! Perdão por todas as infidelidades à graça das almas que Vos são consagradas!

Desejamos reparar dignamente estes ultrajes, unindo-nos aos Coros dos Anjos, aos Santos e aos escolhidos que Vós glorificam no Céu e na terra.

Aceitai as expressões do nosso amor filial, mostrai que Sois nossa Mãe, e fazei-nos dignas de chamar-nos Vossas filhas. Assim seja.



* Este Ato de Reparação foi composto pela Fundadora da Congregação do Salvador e da Santa Virgem: Madre Maria de Jesus de Bourg – falecida em Souterraine, diocese de Limoges, a 26 de Setembro de 1862. Recomenda e Autorizada pelos Cardeais Léon-Adolphe Amette, Arcebispo de Paris, D. J. Mercier, Arcebispo de Malines e por D. Hector-Raphael, Bispo de Limoges.


Fonte: Manual das Filhas de Maria Imaculada, para uso das Associações dirigidas pelas Filhas da Caridade, 2ª Parte, Livro II, Cap. II, Art. 2, Ponto 2, pp. 411-412. Nova Edição. Casa Central das Filhas da Caridade, Matoso/RJ, 1929.

Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...