Blog Católico, para os Católicos

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Recuperam histórico Códice Calixtino de Santiago de Compostela

foto Europa Press

SANTIAGO DE COMPOSTELA, 05 Jul. 12 / 09:49 am (ACI).- O Códice Calixtino, manuscrito desaparecido desde julho de 2011, foi encontrado numa garagem no povoado do Milladoiro, na comunidade autônoma espanhola da Galícia. O lugar é propriedade do suspeito de ser o autor material do roubo.

O manuscrito, datado no século XII, é considerado um dos livros históricos mais importantes do mundo, e constitui uma espécie de guia para os peregrinos que seguiam o Caminho de Santiago na sua viagem à cidade.

O texto contém uma série de conselhos, descrições da rota, das obras de arte assim como dos costumes locais das pessoas que viviam ao longo do Caminho.

O Códice foi encontrado ontem à tarde ao redor das 2:40 p.m. (hora local), dentro de uma bolsa plástica, na garagem do suspeito. Junto ao Códice se encontraram quatro livros da Catedral de Santiago de Compostela e uma bandeja de prata.

As autoridades espanholas detiveram ontem a um eletricista, ex-funcionário da Catedral, ao seu filho e a sua companheira. Todos serão postos a disposição da justiça no dia 5 de julho.
O eletricista, que era considerado há meses o autor do roubo do valioso códice, "não se mostra muito disposto a colaborar", conforme informaram as autoridades locais.

De acordo às autoridades policiais que investigaram o roubo, a falta de segurança do lugar onde se conservava o Códice foi o motivo mais importante para o seu desaparecimento.

Alguns meios de imprensa espanhóis indicaram que as chaves do lugar onde se guardava o manuscrito se encontravam permanentemente na fechadura.

A fiscalização da Galícia recomendou à Igreja realizar um inventário dos seus pertences e guardar em caixas fortes as relíquias de maior interesse.


“Igreja rica”? Santa Sé revela prejuízos de 15 milhões de euros.




Agência Ecclesia

A santa Sé revelou que as suas contas de 2011 registaram um resultado negativo de 14,8 milhões de euros, enquanto a Cidade-Estado do Vaticano teve um lucro de 21 milhões.

Os prejuízos registados nas estruturas de governo da Igreja Católica, em contraste com os resultados positivos de 2010 (10 milhões de euros), são justificados com as despesas ligadas aos 2832 empregados dependentes da Santa Sé, mais 26 do que no ano anterior, aos meios de comunicação social e ao “andamento negativo dos mercados financeiros mundiais”.

Os membros do Conselho de Cardeais para o Estudo dos Problemas Organizativos e Económicos da Santa Sé reuniram-se terça e quarta-feira no Vaticano, sob a presidência do secretário de Estado, cardeal Tarcisio Bertone.

No documento divulgado esta manhã, os responsáveis apelam à “prudência e contenção de despesas”, elogiando ainda a “transparência dos dados apresentados”.

A Cidade-Estado do Vaticano fechou o ano com um saldo positivo de 21,8 milhões de euros, resultado muito próximo do que registou no ano anterior e que se deve ao crescimento do número de visitantes dos museus, cerca de 5 milhões, que geraram receitas na ordem dos 91 milhões de euros.

A nota de imprensa sublinha que o governo do Vaticano tem uma administração “independente dos contributos provenientes da Santa Sé” e provê autonomamente às “necessidades relativas à gestão do Estado”, empregando 1887 pessoas.

A Santa Sé informa ainda que as doações relativas ao “Óbolo de São Pedro” em 2011 ultrapassaram os 69 milhões de dólares norte-americanos (55 milhões de euros), verba superior ao ano anterior.

O fundo é constituído pelo conjunto de ofertas entregues ao Papa pelas Igrejas particulares, comunidades religiosas, fundações e fiéis em nome individual, sobretudo durante a festa de São Pedro e São Paulo, que a Igreja Católica assinala a 29 de junho.

A contribuição dos bispos para a Santa Sé, que deve ser feita de acordo com as possibilidades das dioceses, rendeu 32,1 milhões de dólares (25,5 milhões de euros) em 2011, um aumento face a 2010.

O Instituto para as Obras Religiosas, entidade conhecida como ‘banco do Vaticano’, doou cerca de 39 milhões de euros ao Papa para “apoio ao seu ministério apostólico e de caridade”.

O Conselho de Cardeais para o Estudo dos Problemas Organizativos e Económicos da Santa Sé deixou um louvor ao “generoso” contributo de muitos fiéis e instituições eclesiais num momento de “persistente crise económica”.


 

Príncipe pró-vida de Liechtenstein vence votação decisiva.

Príncipe Alois de Liechtenstein
Príncipe Alois de Liechtenstein

CWN | Tradução: Fratres in Unum.com – O Príncipe Alois de Liechtenstein conseguiu uma sólida vitória eleitoral quando 65% dos eleitores do pequeno país votaram ‘não’ em um referendo que acabaria com seu poder de veto legislativo. Apenas 15% do povo de Lichtenstein votou a favor da medida.

Em setembro de 2011, antes de uma votação nacional sobre a descriminalização do aborto, o Príncipe Alois anunciou que, se os eleitores aprovassem a medida, ele usaria de sua autoridade para vetá-la. Na realidade, os eleitores rejeitaram, por uma margem apertada, a proposta para legalizar o aborto. Os proponentes do aborto, então, organizaram um posterior referendo para eliminar o poder de veto real, [proposta] que foi derrotada.


 

Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...