Blog Católico, para os Católicos

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

domingo, 11 de março de 2012

Novena em Honra de São José Esposo da Virgem Maria



(de 10 à 18 de março, de 22 à 30 abril ou em qualquer outro tempo)


1º Dia

Os teólogos tratam muito de propósito esta questão: Se o glorioso São José é o maior Santo que há na Igreja Militante e Triunfante? E não levam isto por encarecimento de Panegiristas e Pregadores, que às vezes excedem, e louvam aos Santos mais do que eles querem. Levam isto pelo rigor da Teologia, pesando tudo, ouro e fio, pela verdade e razão. E posto que deixem a Deus, que a Deus só pertence, o julgar dos merecimentos dos Santos, pois, só Ele os pesa, Spirituum ponderator est Dominus. Contudo, não lhes faltam razões por onde possam resolver e averiguar a questão.

Dizem, primeiramente, que Deus Nosso Senhor tem em Sua Igreja dois tesouros riquíssimos. O primeiro, é a Graça Santificante, que se reparte por todos os justos. O segundo, é a Humanidade Sacrossanta de Cristo unida Hipostaticamente ao Eterno Verbo. E que este segundo tesouro é muito mais rico que o primeiro. Tudo isto é claro e certo.

Dizem mais, que conforme a estes dois tesouros, tem o Senhor duas ordens de Santos que lhes pertencem, ou a quem pertencem estes dois tesouros. Ao primeiro tesouro da Graça Santificante pertencem os Apóstolos e seus Sucessores, que por aquela mesma Graça Santificante, foram feitos dela depositários, e trazem nas mãos as Chaves do Céu, para o fechar e abrir. E repartem a Graça pelas almas dos justos, por meio dos Sacramentos do Batismo, da Penitência e da Comunhão. Ao segundo tesouro da Humanidade de Cristo pertencem somente a Virgem Senhora Nossa e São José; porque a Virgem como verdadeira Mãe, concorreu para gerar à Cristo e São José como verdadeiro Aio, concorreu para O criar, sustentar e alimentar. E assim foram verdadeiros depositários da Humanidade Sacrossanta do Eterno Verbo.

Destes princípios, recolhem uma doutrina clara. Que assim como este segundo tesouro da Sacratíssima Humanidade de Cristo é muito mais nobre, e muito mais rico que o primeiro da Graça Santificante, assim os Santos que pertencem a este segundo tesouro são muito mais eminentes e avantajados, que os Santos que pertencem ao primeiro. É doutrina e conclusão dos Teólogos.

V. Rogai por nós, São José, Esposo da Mãe de Deus;
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

Oração

Oremos: Ó Deus, que por uma inefável Providência Vos dignastes escolher o Bem-aventurado São José para Esposo de Vossa Mãe Santíssima, concedei-nos que aquele mesmo que na Terra veneramos como Protetor e Pai, mereçamos tê-lo no Céu por nosso Intercessor. Nós suplicamos a Vós que viveis e reinais por todos os séculos dos séculos. Amém!

Oremos: Que os méritos, Senhor, do Esposo de Vossa Mãe Santíssima nos sirvam de arrimo, a fim de que a sua intercessão nos obtenha o que não pode o nosso próprio esforço. Nós suplicamos a Vós, que viveis e reinais pelos séculos dos séculos. Amém!
  
Oremos: Glorioso São José, que fostes exaltado pelo Eterno Pai, obedecido pelo Verbo Encarnado, favorecido pelo Espírito Santo e amado pela Virgem Maria: Louvo e bendigo à Santíssima Trindade pelos privilégios e méritos com que vos enriqueceu. Sois poderosíssimo e jamais se ouviu dizer, que alguém tenha recorrido a Vós e fosse por Vós desamparado. Sois o Consolador dos aflitos, o Amparo dos míseros e o Advogado dos pecadores. Acolhei, pois, com bondade paternal a quem Vos invoca com filial confiança e alcançai-me as graças que Vos peço nesta Novena... Eu Vos escolho por meu especial Protetor e Pai. Sede, depois de Jesus e Maria, a minha consolação nesta terra, o meu refúgio nas desgraças, o meu guia nas incertezas, o meu conforto nas tribulações; o meu Pai solícito em todas as necessidades. Obtende-me, finalmente, como coroa dos Vossos favores, uma boa e santa morte na graça de Nosso Senhor. Assim seja!
 

Nenhum comentário:

Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...