Blog Católico, para os Católicos

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

sexta-feira, 27 de abril de 2012

"... o Homem do Pecado, o filho da perdição... o qual se oporá, e se elevará sobre tudo o que se chama Deus, ou que é adorado..." (2ª Tes. 2, 1-7).



sexta-feira, 27 de abril de 2012.

Homossexuais fazem filme com Jesus gay que gera protestos e depois se dizem vítimas da Homofobia que alimentam.



 Filme que apresenta um Jesus gay gera protestos


Um documentário que mostra a produção de uma peça onde Jesus Cristo é visto como um homem gay atraiu a ira de grupos cristãos na cidade de San Francisco. Porém, os defensores do movimento LGBT estão exigindo que o filme seja exibido neste final de semana no Teatro Castro.
O senador Mark Leno, além de políticos e teólogos favoráveis aos gays dizem que planejam defender os direitos dos cineastas mostrarem seu trabalho.
“Eu não sou teólogo nem historiador da religião, e eu não sou cristão”, disse o vereador Wiener. “Mas pelo que entendi, Jesus significa muitas coisas para um monte de pessoas diferentes… ninguém tem o monopólio sobre o significado de uma religião em particular”.
Um grupo católico da Pensilvânia, que defende o ativismo e prega sobre as aparições da Virgem Maria pensa diferente. De acordo com seu website, o grupo “América precisa de Fátima” reuniu mais de 13.500 assinaturas em uma petição formal. Eles desejam proibir a exibição do que classificam como uma “brincadeira b homossexual blasfema” e exige um “pedido de desculpas público a Nosso Senhor Jesus Cristo e todos os americanos tementes a Deus.”
O grupo não aceita ver Jesus na peça “supostamente” tendo “relações sexuais” com seus apóstolos. O documentário, intitulado “Corpus Christi: Brincando com a redenção”, registrou atores e produtores que montaram a primeira versão teatral do texto de Terrence McNally, de 1998. “Corpus Christi”, mostra Jesus vivendo na década de 1950 no Estado americano do Texas. Não há cenas de relações sexuais explícitas, mas os diálogos deixam claro que há uma relação homossexual sendo retratada.
Um porta-voz dos que defendem a exibição do filme, diz que os atores já foram vítimas de “ameaças” de bomba, e-mails ofensivos, comentários discriminatórios no YouTube e inclusive assédio moral da mãe do diretor. Em um comunicado, os produtores disseram que agradecem o apoio daqueles que defendes a diversidade.
“Não temos dúvida que a mensagem do amor inclusivo de Deus pelas pessoas LGBT revelada em “Corpus Christi” vai abafar as expressões de ódio daqueles que atacam a peça e o filme sem nunca o terem visto”, disse o diretor Nic Arnzen.
O senador Leno disse que o assunto “não é fácil”, mas que “na mesma medida que é difícil, também é importante.” Sobre as ameaças de bomba feitas ao teatro, disse que “Preciso colocar isso na mesma categoria dos extremistas muçulmanos. Este é um aspecto infeliz da religião, e digo isso como uma pessoa de fé.”
A exibição de domingo do documentário será complementada por apresentações da peça em diferentes lugares de San Francisco. A cidade testemunhou na última Páscoa um concurso para escolher o sósia gay de Jesus mais “gostosão”.
Traduzido e adaptado de SF Examiner.
Fonte: Gospel Prime

Nenhum comentário:

Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...