Blog Católico, para os Católicos

BLOG CATÓLICO, PARA OS CATÓLICOS.

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

“Ide, e aprendei o que quer dizer: Quero misericórdia e não sacrifícios; porque eu não vim chamar os justos, mas os pecadores”. (Mat. 9, 13; Os. 6, 6; I Sm. 15, 22-23)

 

Parábola dos Servos Devedores

(Evangelho segundo S. Mateus, 18, 23-35)1


Este Domingo chama-se o Domingo dos devedores, ou do perdão das injúrias, porque no Evangelho se lê a parábola dos devedores segundo S. Mateus, a qual nos ensina a perdoar de coração a nossos irmãos as ofensas que deles temos recebido, se queremos que Deus nos perdoe a nós os pecados que cometemos contra a sua divina Majestade.


Naquele tempo: Disse Jesus aos seus discípulos esta parábola: Por isso, o reino dos céus é comparado a um rei que quis fazer as contas com os seus servos. E, tendo começado a fazer as contas, foi-lhe apresentado um que lhe devia dez mil talentos. E, como não tivesse com que pagar, mandou o seu senhor que fosse vendido ele, e sua mulher e seus filhos, e tudo o que tinha, e se saldasse a dívida. Porém, o servo, lançando-se-lhe aos pés, lhe suplicava, dizendo: Tem paciência comigo, e eu te pagarei tudo. E o senhor, compadecido daquele servo, deixou-o ir livre e perdoou-lhe a dívida.


Mas este servo, tendo saído, encontrou um dos seus companheiros, que lhe devia cem dinheiros, e, lançando-lhe a mão, o sufocava, dizendo: Paga o que me deves. E o companheiro, lançando-se-lhe aos pés, lhe suplicava, dizendo: Tem paciência comigo, e eu te pagarei tudo. Porém, ele não quis, mas retirou-se, e fez que o metessem na prisão, até pagar a dívida.


Ora, os outros servos seus companheiros, vendo isto, ficaram muito contristados, e foram, e referiram ao seu senhor tudo o que tinha acontecido. Então, o senhor chamou-o, e disse-lhe: Servo mau, eu perdoei-te a dívida toda, porque me suplicaste; não devias tu logo compadecer-te também do teu companheiro, como eu me compadeci de ti? E o seu senhor, irado, entregou-o aos algozes, até que pagasse toda a dívida.


Assim também vos fará meu Pai celestial, se não perdoardes do íntimo dos vossos corações cada um a seu irmão.


Moral da história: Tornarmo-nos duros e implacáveis por causa de uma injúria que recebemos, e negarmos a reconciliação a quem nos ofendeu com uma simples palavra menos delicada, não será condenarmo-nos a nós mesmos?


Propósitos: 1. Sê generoso, ativo, pronto em perdoar todo o mal, e todas as injúrias que te houverem feito, lembrando-te de que tua liberalidade e generosidade neste ponto deve ser a medida da que Deus há de usar contigo. 2. Perdoa generosamente as injúrias, perdoando de coração com sinceridade, e sem que te fique o menor resquício de ressentimento.


O Culto Externo

e a Lei da Liberdade.


E Samuel disse: Porventura quer o Senhor holocaustos e vítimas, e não quer antes que se obedeça à voz do Senhor? A obediência vale mais que as vítimas; e é melhor obedecer do que oferecer a gordura dos carneiros. Porque o desobedecer é como um pecado de magia, e o não querer submeter-se é como um crime de idolatria. Porque, pois, tu rejeitaste a palavra do Senhor, o Senhor te rejeitou a ti, para que não sejas rei”.2


Porque o que eu quero é a misericórdia e não o sacrifício, e o conhecimento de Deus mais que os holocaustos”.3 Isso tudo quer dizer que:


O exercício da caridade tem mais valor diante de Deus do que os próprios sacrifícios.


E se vós soubésseis o que quer dizer: Quero a misericórdia e não o sacrifício, jamais condenaríeis inocentes”.4 Ensina Nosso Senhor que:


É mais agradável a Deus a misericórdia, a bondade para com o próximo, do que o culto externo (sacrifício) sem a caridade, como era o culto dos fariseus orgulhosos.


Portanto cristão: “Falai, pois, de tal sorte e de tal sorte procedei, como estando para ser julgados pela lei da liberdade. Porque o juízo (será) sem misericórdia para aquele que não usou de misericórdia; mas a misericórdia triunfa do juízo”.5


O julgamento (juízo) pertence somente a Deus, autor da Lei. Ele sancionará a prática da Lei, condensada na misericórdia.


Sede, pois, fazedores da palavra e não ouvintes somente, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não fazedor, este será comparado a um homem que contempla num espelho o seu rosto nativo; porque considerou-se, e, tendo-se retirado, logo esqueceu como era. Mas, quem fixar a sua vista na (doutrina do Evangelho que é a) lei perfeita da liberdade, e perseverar nela, não sendo ouvinte esquecido, mas executor da obra, este será bem-aventurado no que fizer”.6



Oremos: “Converte-te, ó Israel, ao Senhor teu Deus, porque pela tua iniquidade é que caíste. Tomai convosco palavras (de arrependimento), convertei-vos ao Senhor, e dizei-lhe: Tira-nos todas as nossas iniquidades, aceita este bem (ou bom desejo que temos); e nós te ofereceremos (em vez de) novilhos, os louvores dos nossos lábios”.7



Oremos: Senhor, guardai vossos servos, usando continuamente de misericórdia com eles, para que por vossa proteção sejam livres de todos os males, e não busquem em suas boas obras senão a vossa glória. Por Nosso Senhor Jesus Cristo...


_____________________________

1XXI Domingo Depois de Pentecostes.

2 I Sm. 15, 22-23.

3 Os. 6, 6.

4 Mat. 12, 7.

5 Tg. 2, 12-13.

6 Tg. 1, 22-25.

7 Os. 14, 2-3.


Nenhum comentário:

Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...