Blog Católico, para os Católicos

BLOG CATÓLICO, PARA OS CATÓLICOS.

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

segunda-feira, 20 de junho de 2022

Novena em Honra do Sagrado Coração de Jesus. 6º Dia.


Sinal da Cruz


Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.1


Invocação ao Divino Espírito Santo2


Vinde, ó Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso amor.

V. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.

R. E renovareis a face da terra.

Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, concedei-nos que pelo mesmo Espírito, conheçamos tudo o que é reto e sempre gozemos de Suas consolações. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.



Ato de Contrição


Prostrados perante o Sacrário ou diante de uma imagem de Nosso Senhor, persignar-se e rezar:


Meu Senhor Jesus Cristo. Deus e homem verdadeiro, Criador e Redentor meu, por serdes Vós quem sois, sumamente bom e digno de ser amado, e porque Vos amo e estimo sobre todas as coisas, pesa-me, Senhor, de todo o meu coração de Vos ter ofendido, pesa-me também, por ter perdido o Céu e merecido o Inferno, e proponho firmemente ajudado com o auxílio de vossa divina graça, emendar-me e nunca mais Vos tornar a ofender, espero alcançar o perdão de minhas culpas, pela vossa infinita misericórdia. Amém.


V. Vinde, ó Deus , em meu auxílio.

R. Apressai-Vos, Senhor, em me socorrer.

V. Glória ao Pai, e ao Filho e ao Espírito Santo.3

R. Assim como era no princípio, agora e sempre e por todos os séculos dos séculos. Amém.



NOVENA4


6º Dia


Consideração: Nosso Senhor manifestou o desejo, que experimenta de ver seu infinito amor glorificado sob a forma de seu Coração ferido, rodeado das insígnias da sua Paixão, prometendo derramar abundantes bênçãos em todo lugar onde se achar esta Santíssima Imagem. E que poderá fazer o Coração de Jesus onde se achar, senão amar, perdoar, abençoar e consolar?

A Imagem do Sagrado Coração é uma pregação simples, mas tocante e contínua, que nos exorta ao amor e à confiança para com um Deus que tanto tem amado aos homens.

Á alguns séculos, que Jesus Cristo tem manifestado este desejo; todavia, a quantas igrejas e quantas moradas cristãs falta ainda a Imagem do Sagrado Coração! Quantos enfermos, quantos pobres, quantas almas aflitas existem sem terem presente a seus olhos a Imagem deste grande Modelo de resignação! Oh! Quantas graças este divino Coração repartiria, se a sua divina Imagem estivesse patente durante o mês de Junho, e permanentemente em todas as igrejas, sobre um altar ricamente adornado, como sobre um trono de misericórdia, para nele receber nossas homenagens, e escutar nossos votos! Não é possível que nos achemos por muito tempo na presença do Coração de Jesus, sem nos sentirmos comovidos com a lembrança de todos os seus benefícios e sofrimentos, e sem experimentarmos um vivo desejo de lhe pagar amor com amor. Saudemos muitas vezes este Coração divino, e digamos com Santo Agostinho: “Ó Deus! Vossa lembrança faz as minhas delícias, tenho fome e sede de Vós”.



Procuro uma Vítima


Dir-vos-ei pois, que este Divino Salvador, tendo um dia aparecido a sua indigna escrava, Me disse: – Procuro uma vítima para o Meu Coração, a qual queira se sacrificar como uma hóstia de imolação ao cumprimento dos Meus desígnios; – e então sentindo-me toda penetrada da grandeza daquela Soberana Majestade, prosternei-me humildemente a Seus pés, e apresentei-lhe diversas santas almas que corresponderiam fielmente aos Seus desígnios. – Não, outra não quero senão a ti, disse-Me este amável Salvador, e é por isso que Te escolhi. – Então desfazendo-me em lágrimas, repliquei-lhe que bem sabia Ele ser eu uma criminosa, e que as vítimas deviam ser inocentes, que na verdade não tinha outra vontade senão a Dele, mas que não me podia resolver a fazer outra coisa do que aquilo que a minha Superiora me ordenasse: ao que consentiu... Mas era em vão que Lhe resistia, porquanto, não me deu descanso, até que por ordem da obediência, me tivesse imolado a tudo aquilo que desejava de mim, que era me tornar uma vítima imolada a toda sorte de sofrimentos, de humilhações, de contradições, de dores e de desprezos sem outra pretensão que a de cumprir os Seus desígnios; tendo-me oferecido a isto de todo o meu coração, disse-Me saber quais eram meus receios; mas que Me prometia (como creio já vo-lo ter dito) ajustar de tal forma as Suas Graças ao espírito de minha Regra, à obediência devida às minhas Superioras, à minha fraqueza e enfermidade, que um não impediria ao outro”5.

Agraciamento de Santa Margarida Maria

Pode-se dizer que este amável Salvador reuniu em nosso tempo na pessoa desta santa religiosa, todas aquelas Graças extraordinárias, que fizera nos séculos passados às maiores Servas de Deus. (Ela) Teve a felicidade de conversar diversas vezes intimamente com Jesus Cristo como Santa Mechtilde e como Santa Gertrudes. O Filho de Deus deu-lhe o Seu Coração da mesma maneira que O havia dado a Santa Catarina de Sena, tendo-lhe tomado o seu que purificou, e que o abrasou com Seu puro Amor, como fizera àquela grande Santa. Quis deixar-lhe, como a Santa Teresa, uma prova contínua e sensível desta Graça extraordinária, por uma dor no lado muito sensível, que nenhum remédio humano jamais pode aliviar, e que a acompanhou até o túmulo...”6.


Súplica: Ó dulcíssimo Jesus, transformai meu pobre coração em vosso Sagrado Coração; sejam vossas dores que unam o vosso Coração ao meu e me o façam sempre amável e propício.

Prática: Esforçai-vos em reparar a indiferença dos homens para com Deus, por um grande fervor em vossos exercícios de piedade.

Jaculatórias: Sagrado Coração de Jesus, tende compaixão de nós (Indulgenciada).

Ó Maria, alcançai-nos um verdadeiro zelo, pelo culto do Coração de Jesus!

Resoluções: Terei na minha casa, no meu aposento uma Imagem do Sagrado Coração de Jesus.



Ladainha do Sagrado Coração de Jesus7


Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.


Jesus Cristo, ouvi-nos.

Jesus Cristo, atendei-nos.


Pai Celeste, que sois Deus, tende piedade de nós.

Filho, Redentor do mundo, que sois Deus, tende piedade de nós.

Espírito Santo, que sois Deus, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade, que sois Um só Deus, tende piedade de nós.


Coração de Jesus, Filho do Pai eterno, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, formado pelo Espírito Santo no seio da Virgem Mãe, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, unido substancialmente com o Verbo de Deus, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, de Majestade infinita, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Templo santo de Deus, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Tabernáculo do Altíssimo, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Casa de Deus e Porta do Céu, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Fornalha ardente de caridade, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Receptáculo de justiça e de amor, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, cheio de bondade e de amor, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Abismo de todas as virtudes, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, digníssimo de todo o louvor, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Rei e Centro de todos os corações, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, no qual estão todos os tesouros da sabedoria e ciência, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, no qual habita toda a plenitude da Divindade, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, no qual o Pai pôs toda a complacência, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, de cuja plenitude todos nós recebemos, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, o desejado das Colinas eternas, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, paciente e de muita misericórdia, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, rico para todos os que Vos invocam, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Fonte de vida e santidade, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, propiciação por nossos pecados, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, saciado de opróbrios, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, esmagado de dor por causa de nossos pecados, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, feito obediente até a morte, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, atravessado pela lança, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Fonte de toda a consolação, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, nossa vida e ressurreição, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, nossa paz e reconciliação, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Vítima dos pecadores, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Salvação dos que em Vós esperam, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Esperança dos que morrem em Vós, tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Delícias de todos os Santos, tende piedade de nós.


Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos, Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos, Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós.


V. Jesus, manso e humilde de Coração.

R. Fazei o nosso coração semelhante ao vosso.


Oremos: Deus onipotente e sempiterno, olhai o Coração do vosso diletíssimo Filho, e os louvores e reparações que pelos pecadores Vos tem tributado; e aos que invocam vossa misericórdia, Vós, aplacado, sede fácil no perdão, pelo Nome de Jesus Cristo, que conVosco vive e reina pelos séculos dos séculos. R. Amém.


_________________________

1.  Concede-se indulgência parcial ao fiel que faça devotamente o Sinal da Cruz, proferindo as palavras costumeiras: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. (Manual das Indulgências, ob. cit., n. 55).

2.  Manual das Indulgências – Normas e Concessões, Cap. “Outras Concessões” – Concessão 62, p. 72. Editora Paulus, 2ª Edição, São Paulo, 1990.

3.  Indulgência parcial. (Manual das Indulgências, ob. cit., Apêndice).

4.  “Manual das Missões e Devocionário Popular”, por um Padre das Missões, pp. 236-246; 1908.

5.  Pe. J. Croiset, S.J., ob. cit., pp. 68-70; Carta 5.

6.  Pe. J. Croiset, S.J., ob. cit., pp. 59-60.

7.  Missal Quotidiano e Vesperal, por Dom Gaspar Lefebvre, O.S.B., pp. 1954-1956; Abbaye de S. André, A.S.B.L. Bruges, Desclée de Brouwer & Cie, Bruges – Bélgica, 1951.


Nenhum comentário:

Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...