Blog Católico, para os Católicos

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

terça-feira, 7 de julho de 2015

Carta de São Simão Stock, ao Receber o Santo Escapulário.



Meus queridos Irmãos:

Bendito seja Deus que não tem abandonado aqueles que põem nele toda sua confiança, e que não tem desprezado as orações de seus servos. Bendita seja também a Santíssima Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, que, lembrando-se dos dias passados, e das tribulações que, por todas as partes, vos tem cercado; lembrando-vos que os que querem piamente viver em Jesus Cristo, padecem perseguição, vos envia a palavra que vós recebereis com alegria do Espírito Santo; eu suplico a este Espírito que dirija minha língua, para que eu possa comunicar-vos esta palavra convenientemente. Quando derramava minha alma em presença do Senhor, ainda que sou pó e cinza, e, com toda confiança, suplicava a minha Senhora, a Virgem Maria, que, assim como queria que nós nos chamássemos seus, mostrasse Ela que era nossa Mãe, livrando-nos da perseguição e dando-nos alguma mostra sensível da consideração e estima particular que nos tem, para confundir aos que nos perseguem; quando eu lhe dizia com ternos suspiros: “Flor do Carmelo, Vinha florida, Esplendor do Céu, Virgem fecunda, e singular. Mãe bondosa e intacta, aos Carmelitas dai privilégios, Estrela do mar!”, me apareceu a Soberana Senhora, escoltada de inumeráveis Anjos, e tendo em suas mãos o hábito da Ordem (o santo Escapulário), me disse: “Meu muito amado filho; recebe este Escapulário da tua Ordem, sinal da minha confraternidade, privilégio para ti e todos os Carmelitas; quem com ele morrer, não padecerá o Fogo eterno. Eis o sinal da salvação, proteção nos perigos, contrato de paz e aliança eterna”. Como a gloriosa presença da Virgem Santíssima me alegrava além do concebível, e eu, miserável como sou, não podia suportar a vista de sua Majestade, me disse, ao desaparecer, que não me restava, senão enviar uma deputação ao Papa Inocêncio, Vigário de seu Filho, que não deixaria de dar remédio a nossos males. Conservando, pois, meus Irmãos, esta palavra em vossos corações, esforçai-vos em assegurar vossa salvação com boas obras e nunca pecar. Dai ações de graças, por tão grande benefício, orai, sem intermissão, para que o que me foi comunicado, se verifique, para glória da Santíssima Trindade, do Pai, de Jesus Cristo, do Espírito Santo e da Virgem Maria, para sempre bendita. Amém.1


1Rev. Pe. Everaldo Bon Robert, “Bebendo nas Fontes”, Cap. 15, p. 202; Literatura Privada da Venerável Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte Carmelo – Sodalício de Campos dos Goytacazes – RJ, 2014.

Nenhum comentário:

Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...