Blog Católico, para os Católicos

BLOG CATÓLICO, PARA OS CATÓLICOS.

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

domingo, 27 de junho de 2021

Meditação Para o Dia da Festa, de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.


Louvor a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro


Minha alma, considera quão célebres e magníficos são neste dia os louvores à Virgem do Perpétuo Socorro. Seu Nome ecoa por todo o orbe e como o Nome, repetem-se também seus louvores de uma a outra extremidade da terra.

O culto de Nosso Senhora do Perpétuo Socorro está já dilatado por toda a parte. Como em todos os lugares há misérias a aliviar, apenas se ouve o suave Nome de Mãe do Perpétuo Socorro os corações se lhe inclinam. Por isso, mal foi revelado ao mundo, já se tem feito o objeto de apreço, amor e veneração de todos: “Percorrei os dilatados confins do orbe, achareis por certo cidades sem muralhas, sem palácios, sem letras, sem leis, sem monarcas; porém, cidades sem templos, sem altares, sem Sacrifícios não n’as procureis: jamais se encontrou nem se encontrará”. Estas mesmas palavras podemo-las nós aplicar, em certo modo, à celebridade de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Cruzai as extensões imensas do orbe católico, dai a volta ao novo e velho mundo se quereis verem quantas ciladas, vilas e aldeias se profere, com terno afeto, este doce Nome. As almas justas e os pecadores amam-no e vão após o suave aroma do perfume que se exala do Nome Mãe do Perpétuo Socorro e ao experimentar os doces efeitos do seu maternal socorro, não podem deixar de encontrar suas bondades e virtude miraculosa.

Neste dia, principalmente, consagrado ao culto e veneração de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em mais de mil santuários se ouvem fervorosos hinos de glória, que seus devotos lhe entoam e em outros tantos a voz do orador sagrado que publica os seus prodígios. Em Roma, na Áustria, na França, na Bélgica, na Espanha e Portugal e nas restantes nações católicas a Sagrada Imagem de Maria é levada em triunfo em meio de círios, flores, cânticos e preces mudando-se, por tal modo, a festa que lhe dedica a Igreja Militante em perene triunfo destas Associações, Congregações e Confrarias piedosas, que A tem tomado por especial Padroeira; as famílias que A veneram em seus oratórios e as que apenas possuem uma humilde imagem a honram hoje com duplicado fervor e unem sua voz ao universal concerto, que por toda a parte exalta a Mãe do Perpétuo Socorro.

Quantos milhões e milhões de vozes não sobem neste dia ao trono desta celestial Rainha!

Prorrompe, pois, também tu, minha alma, em hinos de louvor e ações de graças a tão divinal benfeitora. Consola-te de A ver tão conhecida, tão amada, tão louvada; endereça-lhe as palavras que Ela própria cantou no transporte da sua maior alegria, dizendo – Alma minha, engrandece a tua Senhora; e tu, meu espírito, alegrar-te-ás n’Aquela que é meu socorro perpétuo em todas as necessidades. Ela vê compadecida todas as minhas misérias e me trás o oportuno remédio. Grandes coisas me têm feito Aquela cujo socorro é Onipotente, cujo Nome faz dilatar-se meu coração. A sua misericórdia estende-se a todas as necessidades nossas. Eis porque a engrandecem todas as gerações.

Sim, Mãe do Perpétuo Socorro, não há entre nós quem em Vós não confie, quem em Vós não haja posto suas esperanças, quem não Vos dirija suas súplicas, quem de Vós não espere pronto e oportuno remédio. Por isso, dentre a inumerável multidão de fiéis que Vos conhecem, deixe somente de pregar neste dia a clemência e de engrandecer o poder de vosso socorro maternal, aquele que com verdade possa dizer que depois de o ter invocado em suas necessidades não o alcançou. Ó dulcíssima, se neste vale de lágrimas já temos tanto prazer em louvar-Vos, qual não será nosso regozijo no Céu, vendo-nos reunidos cantando vossos louvores com os Anjos e os Santos, pelos séculos dos séculos. Amém.


___________________

Fonte: Manual do Devoto de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, por um Padre Redentorista, pp. 437-440. 4ª Edição, Estabelecimentos Benziger & Co., S.A., Editores Tipográficos da Santa Sé Apostólica, Einsiedeln – Suíça, 1899.


Bênção das Rosas de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. 2021-06-27

Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.


In me omnis spes vitae et virtutis”

Em mim há toda a esperança da vida e da virtude”1


1º Ponto

Entre os muitos títulos sob os quais os fiéis honram Maria Santíssima, uma dos mais gloriosos para Ela e dos mais consoladores para nós, é o que Ela mesma se atribuiu, de Mãe do Perpétuo Socorro. – Dando-lhe o nome de Mãe, exaltamos a sua dignidade incompreensível, reconhecendo-A pela verdadeira Mãe de Deus, e, por conseguinte, pela Rainha do universo, a cujo nome se inclinam o Céu, a terra e o Inferno. – Não somente confessamo-lA Mãe de Deus, mas também Mãe nossa; porquanto, dando a vida temporal a Jesus, nosso Irmão Primogênito, comunicou-nos ao mesmo tempo a vida de graça, pela parte que teve na grande obra da Redenção, tornando-se Co-redentora do gênero humano.

Acrescentando ao nome de Mãe as palavras do Perpétuo Socorro, exaltamos o poder ilimitado com que a enriqueceu o Senhor, e a misericórdia inesgotável de que transborda o seu terníssimo Coração. O Pai Eterno constituiu Maria depositária dos merecimentos infinitos de Jesus Cristo, e decretou que nenhuma graça seja dispensada aos homens sem que passe pelas mãos de Maria. Por sua vez a divina Mãe demonstrou e continua a demonstrar que não há nem tempo, nem lugar, nem circunstância em que não esteja disposta a correr em auxílio daqueles que A invocam como Mãe do Perpétuo Socorro.

Numa palavra, este belo título é o resumo de todas as glórias de Maria e de todas as consolações do homem; pois que, não há nele palavra que não encerre uma das mais belas prerrogativas da Virgem e uma das mais belas esperanças do homem. Felizes de nós, se lhe formos sempre devotos!

2º Ponto

Se ainda não o fizeste, meu irmão, coloca-te sob a proteção de Maria, Mãe do Perpétuo Socorro, e alista-te na Pia Arquiconfraria erigida em sua honra.2 Não sejas, porém, do número daqueles confrades que se contentam em darem o seu nome; mas cuida em observar as práticas de devoção. – Portanto, recorre à Mãe do Perpétuo Socorro em todas as tuas necessidades; procura imitar as suas virtudes, e honra de modo particular a Santo Afonso, elegendo-o teu advogado especial junto à Rainha do Céu. Afinal, empenha-te em promover nos outros, com palavras e exemplos, esta devoção, como sendo um meio eficacíssimo para obter de Deus os favores mais assinalados e alcançar com certeza a salvação eterna.

Ó Mãe do Perpétuo Socorro, Vós sois a Dispensadora de todas as graças que Deus nos concede, a nós pobres e miseráveis. Se Ele Vos fez tão poderosa, tão rica e tão benigna, foi para que nos assistais nas nossas misérias. Sois Vós a Advogada dos mais miseráveis e desamparados pecadores que a Vós recorrem; socorrei-me, pois, a mim que a Vós me recomendo. Nas vossas mãos ponho o negócio da minha salvação, entrego-Vos a própria alma. Aceitai-me no número dos vossos servos prediletos; acolhei-me debaixo da vossa proteção, e dou-me por satisfeito; porque, se Vós me socorreis, nada temo. Não temo os meus pecados, porque Vós me obtereis o perdão; não temo o Demônio, pois Vós sois mais poderosa que todo o Inferno; não temo o meu próprio Juiz, Jesus Cristo, porque uma só súplica vossa basta para reconciliá-lo. O que só temo é, por minha negligência esquecer de Vos invocar e assim perder-me. Alcançai-me, Senhora minha, o perdão dos pecados, o amor a Jesus Cristo, a perseverança final, e a de recorrer sempre a Vós, ó Mãe do Perpétuo Socorro.3

E Vós, ó Deus Onipotente e Misericordioso, que nos destes vossa Mãe Maria, cuja imagem insigne veneramos, como Mãe do Perpétuo Socorro, concedei-nos propício, que implorando assiduamente a sua proteção maternal, mereçamos conseguir sempre os frutos da vossa Redenção.4 Amém.



Fonte: “Meditações para Todos os Dias e Festas do Ano – Tiradas das Obras Ascéticas de Santo Afonso Maria de Ligório, Bispo e Doutor da Santa Igreja”, pelo Pe. Thiago Maria Cristini, CSsR, Tomo Segundo, pp. 343-346. Herder & Cia. Livreiros-Editores Pontifícios, Friburgo em Brisgau, Alemanha, 1921.


_______________________

1.  Eclo. 24, 25.

2.  Esta Arquiconfraria existe em quase todas as igrejas dos Padres Redentoristas.

3.  Indulg. de 100 dias.

4.  Or. festi.


Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...