Blog Católico, para os Católicos

BLOG CATÓLICO, PARA OS CATÓLICOS.

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Festa da Imaculada Conceição de Maria Virgem.

 


I. Ponto – O aniversário da festa da Imaculada Conceição.1


Considerações: Este dia, tão caro aos filhos de Maria, lembra-nos três grandes acontecimentos que a Igreja nos convida a celebrar com santa alegria.


Celebramos, antes de mais nada, o primeiro instante desta mulher admirável, que Deus mostrou, no horizonte dos tempos, aos nossos primeiros pais, como destinada a esmagar a cabeça da Serpente infernal, – Maria, a Virgem Mãe do Redentor futuro! E como este primeiro instante da vida de Maria foi, por um decreto eterno do Onipotente, não somente isento da mancha do Pecado Original, mas além disso, santo e ornado dos dons da graça, pôde tornar-se e tornou-se objeto de uma festa fixada no dia 8 de Dezembro, sob o nome de Imaculada Conceição da Santíssima Virgem.


Aplicações: Qual é a nossa primeira obrigação neste dia? Unirmo-nos em espírito aos Bem-aventurados do Céu, para felicitar Maria pelo grande e incomparável privilégio, regozijar-mo-nos com Ela e por nós, filhos seus, chamados a compartilhar um dia da sua glória e felicidade.


Afetos: Alegria e felicitações.


Propósitos: Digamos muitas vezes, hoje e durante a oitava, estas palavras que a Santa Igreja aplica à Santíssima Virgem: “Sois toda bela, ó Maria, e não há em Vós mancha alguma!”2 E estas outras que também a Igreja nos põe tantas vezes nos lábios: “Causa da nossa alegria, oral por nós: Causa nostrae laetitiae, ora pro nobis.




II. Ponto – Aniversário da Proclamação do Dogma da Imaculada Conceição.


Considerações: Celebramos hoje, em segundo lugar, o aniversário do dia 8 de Dezembro de 1854, para sempre memorável nos fastos da Igreja, porque a Imaculada Conceição da Santíssima Virgem, até então piedosa crença, foi proclamada Dogma de Fé por um oráculo infalível; acontecimento glorioso para Maria e que teve o mais ditoso eco em todo o mundo católico; foi acolhido e festejado com não menos alegria e pompa, que outrora, a proclamação do Dogma da divina Maternidade de Maria, no Concílio Geral de Éfeso, no ano de 431.


Aplicações: O que fez com que os Bispos e os fiéis da Catolicidade, tão ardentemente desejassem a definição dogmática da Imaculada Conceição de Maria, foi a esperança de que desta justa e solene homenagem prestada à Mãe de Deus, resultasse um grande bem para a Igreja e para os fiéis. Por conseguinte, o segundo dever que temos a cumprir, neste dia e durante toda a oitava, é implorar a assistência maternal e a poderosa proteção de Maria em favor da Igreja, a fim de que triunfe dos seus inimigos e tenha, enfim, a consolação de ver todos os povos da terra submetidos à sua autoridade, formando um único rebanho sob o cajado de um único Pastor, como no-lo prometeu o próprio Redentor: “E haverá um só rebanho e um só Pastor”.3


Afetos: Humildes e ardentes súplicas, dirigidas, neste sentido, a Maria Imaculada.


Propósitos: Por tal intenção ofereçamos hoje a Comunhão, a Santa Missa, o terço e todas as nossas orações, ações, penas e sofrimentos, repetindo sem cessar, com a boca e o coração, esta piedosa aspiração: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós!”




III. Ponto – O aniversário da reunião do Concílio Geral do Vaticano.


Considerações: A memória deste terceiro aniversário perdurará de geração em geração, até ao fim do mundo. Foi em tal dia que, no ano de 1869, o imortal Papa Pio IX inaugurou solenemente o décimo nono Concílio Geral, na presença de mais de 600 Cardeais, Patriarcas, Arcebispos, Bispos e Prelados, vindos de toda a parte do mundo. A Providência quis que este grande acontecimento coincidisse com o aniversário da proclamação do dogma da Imaculada Conceição, sem dúvida para significar que o devíamos Àquela por cuja mãos Deus quis que todos os bens nos chegassem.


Aplicações: Aproveitemo-nos deste novo benefício da Rainha dos Céus, para reavivar nos nossos corações o agradecimento que lhe devemos por tantos títulos e para lhe darmos novas provas de amor, esforçando-nos por copiar em nós as virtudes de que nos deu exemplo. Peçamos-lhe, supliquemos-lhe que interceda por nós junto de seu Divino Filho e obtenha para a Santa Igreja a consolação de ver reabrir-se o Concílio Ecumênico e espalharem-se os seus frutos até aos confins da terra.


Colóquio: Com a Virgem Imaculada, nossa querida Mãe.


_______________________________

1Meditações Práticas para Todos os Dias do Ano, pelo Pe. Bruno Vercruysse, S.J., Tomo II, 8 de Dezembro, pp. 426-428. 3ª Edição, Livraria Apostolado da Imprensa, Porto, 1950.

2Cânt., VI.

3Jo., X, 16.


Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...