Blog Católico, para os Católicos

BLOG CATÓLICO, PARA OS CATÓLICOS.

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

quarta-feira, 8 de dezembro de 2021

Festa da Imaculada Conceição de Maria Virgem.


V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.

R. Apressai-Vos, Senhor, em me socorrer.

V. Glória ao Pai, e ao Filho e ao Espírito Santo.

R. Assim como era no princípio, agora e sempre e por todos os séculos dos séculos. Amém.



Consagração a Maria Imaculada1

Ó Maria Imaculada! Lírio deslumbrante de alvura, cujo perfume embalsama o Céu e a terra! Obra-prima da Santíssima Trindade, gloriosa Mãe de Jesus que, por mercê de seu amor, Vos tornastes a minha, permiti que eu me consagre à vossa imitação e ao vosso culto com a maior perfeição possível.

Mãe da santa esperança, não recuseis, eu vo-lO suplico, nem a homenagem de meu coração, nem o peso de minhas misérias… Virgem Imaculada, quero sepultar todo meu ser no oceano de vossa pureza.

Eu Vos abandono minha vida passada, a fim de imergir meus pecados sem número no abismo de vossas misericórdias; eu Vos entrego minha vida presente, a fim de que a santifiqueis pela união aos merecimentos de meu Salvador e aos vossos; eu Vos confio meu futuro, a fim de que me concedais a perseverança e a coroa imortal que a deve recompensar. Mas, Divina Rainha, não basta, porque quero me unir e prender tão intimamente a Vós, que façamos uma só alma. Que vossa pureza cure a minha corrupção; que vossa humildade aniquile o meu orgulho; que vosso amor destrua todas as afeições de meu coração; que vossa memória ocupe a minha, do pensamento de meu Deus; que vossa inteligência me esclareça para conhecê-lO; que vossa vontade domine a minha vontade rebelde e a submeta à vontade divina; que vossos sentidos dirijam o uso dos meus sentidos e os santifiquem; que vossa Alma anime a minha, para fazê-la viver desta vida santa, pura, perfeita, que fez a vossa ser o Paraíso de delícias da Santíssima Trindade.

Ó Mãe do belo amor! Vivei e reinai para sempre em mim, para fazer Jesus viver e reinar aí eternamente… Olhai-me como vosso domínio, usai de mim como de uma propriedade que Vos pertence; empregai-me sem reserva para a glória e honra de Deus.

Ó Maria Imaculada! Guardai sempre meu coração no vosso, a fim de que, depois de ter vivido em união conVosco no amor de Jesus, eu Vos seja unida eternamente na sua glória. Assim seja.



I. Ponto

O aniversário da festa da Imaculada Conceição.2


Considerações: Este dia, tão caro aos filhos de Maria, lembra-nos três grandes acontecimentos que a Igreja nos convida a celebrar com santa alegria.

Celebramos, antes de mais nada, o primeiro instante desta Mulher admirável, que Deus mostrou, no horizonte dos tempos, aos nossos primeiros pais, como destinada a esmagar a cabeça da Serpente infernal, – Maria, a Virgem Mãe do Redentor futuro! E como este primeiro instante da vida de Maria foi, por um decreto eterno do Onipotente, não somente isento da mancha do Pecado Original, mas além disso, santo e ornado dos dons da graça, pôde tornar-se e tornou-se objeto de uma festa fixada no dia 8 de Dezembro, sob o nome de Imaculada Conceição da Santíssima Virgem.

Aplicações: Qual é a nossa primeira obrigação neste dia? Unirmo-nos em espírito aos Bem-aventurados do Céu, para felicitar Maria pelo grande e incomparável privilégio, regozijar-mo-nos com Ela e por nós, filhos seus, chamados a compartilhar um dia da sua glória e felicidade.

Afetos: Alegria e felicitações.

Propósitos: Digamos muitas vezes, hoje e durante a oitava, estas palavras que a Santa Igreja aplica à Santíssima Virgem: “Sois toda bela, ó Maria, e não há em Vós mancha alguma!”3 E estas outras que também a Igreja nos põe tantas vezes nos lábios: “Causa da nossa alegria, oral por nós: Causa nostrae laetitiae, ora pro nobis.



II. Ponto

Aniversário da Proclamação

do Dogma da Imaculada Conceição.


Considerações: Celebramos hoje, em segundo lugar, o aniversário do dia 8 de Dezembro de 1854, para sempre memorável nos fastos da Igreja, porque a Imaculada Conceição da Santíssima Virgem, até então piedosa crença, foi proclamada Dogma de Fé por um oráculo infalível; acontecimento glorioso para Maria e que teve o mais ditoso eco em todo o mundo católico; foi acolhido e festejado com não menos alegria e pompa, que outrora, a proclamação do Dogma da divina Maternidade de Maria, no Concílio Geral de Éfeso, no ano de 431.

Aplicações: O que fez com que os Bispos e os fiéis da Catolicidade, tão ardentemente desejassem a definição dogmática da Imaculada Conceição de Maria, foi a esperança de que desta justa e solene homenagem prestada à Mãe de Deus, resultasse um grande bem para a Igreja e para os fiéis. Por conseguinte, o segundo dever que temos a cumprir, neste dia e durante toda a oitava, é implorar a assistência maternal e a poderosa proteção de Maria em favor da Igreja, a fim de que triunfe dos seus inimigos e tenha, enfim, a consolação de ver todos os povos da terra submetidos à sua autoridade, formando um único rebanho sob o cajado de um único Pastor, como no-lo prometeu o próprio Redentor: “E haverá um só rebanho e um só Pastor”.4

Afetos: Humildes e ardentes súplicas, dirigidas, neste sentido, a Maria Imaculada.

Propósitos: Por tal intenção ofereçamos hoje a Comunhão, a Santa Missa, o terço e todas as nossas orações, ações, penas e sofrimentos, repetindo sem cessar, com a boca e o coração, esta piedosa aspiração: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós!”



III. Ponto

O aniversário da reunião do Concílio Geral do Vaticano.


Considerações: A memória deste terceiro aniversário perdurará de geração em geração, até ao fim do mundo. Foi em tal dia que, no ano de 1869, o imortal Papa Pio IX inaugurou solenemente o décimo nono Concílio Geral, na presença de mais de 600 Cardeais, Patriarcas, Arcebispos, Bispos e Prelados, vindos de toda a parte do mundo. A Providência quis que este grande acontecimento coincidisse com o aniversário da proclamação do dogma da Imaculada Conceição, sem dúvida para significar que o devíamos Àquela por cujas mãos Deus quis que todos os bens nos chegassem.

Aplicações: Aproveitemo-nos deste novo benefício da Rainha dos Céus, para reavivar nos nossos corações o agradecimento que lhe devemos por tantos títulos e para lhe darmos novas provas de amor, esforçando-nos por copiar em nós as virtudes de que nos deu exemplo. Peçamos-lhe, supliquemos-lhe que interceda por nós junto de seu Divino Filho e obtenha para a Santa Igreja a consolação de ver reabrir-se o Concílio Ecumênico e espalharem-se os seus frutos até aos confins da terra.

Colóquio: Com a Virgem Imaculada, nossa querida Mãe.

Pai Nosso, Ave Maria, Glória ao Pai.



Oração5


Virgem Imaculada, que agradastes ao Senhor e fostes sua Mãe: por piedade volvei benigna os olhos para nós, os infelizes, que imploramos o vosso poderoso patrocínio.

A Serpente maligna, contra quem foi lançada a primeira maldição, teima em combater e tentar os míseros filhos de Eva.

Eia, bendita Mãe, nossa Rainha e Advogada, que desde o primeiro instante da vossa Conceição esmagastes a cabeça do Inimigo! Acolhei as súplicas que, unidos a Vós num só coração, vos pedimos que apresenteis diante do Trono do Altíssimo, para que nunca nos deixemos cair nas emboscadas que se nos preparam; para que todos nós cheguemos ao porto da salvação; e, no meio de tantos perigos, a Igreja e a Sociedade, cantem de novo o hino do resgate, da vitória e da paz. Assim seja.


V. Toda sois formosa, ó Maria.

R. Toda sois formosa, ó Maria.

V. E mácula original não há em Vós.

R. E mácula original não há em Vós.

V. Vós sois a glória de Jerusalém.

R. Vós sois a alegria de Israel.

V. Vós sois a honra do nosso povo.

R. Vós sois a Advogada dos pecadores.

V. Ó Maria.

R. Ó Maria.

V. Virgem prudentíssima.

R. Mãe clementíssima.


V. Rogai por nós.

R. Intercedei por nós a Nosso Senhor Jesus Cristo.


V. Vós fostes, ó Virgem, imaculada em vossa Conceição.

R. Rogai por nós ao Pai, cujo Filho destes à luz.


Oremos: Ó Deus, que pela Imaculada Conceição da Virgem Maria, preparastes a vosso Filho digna morada: nós vos rogamos que, pois a preservastes de toda a mancha, pela previsão da morte de seu mesmo Filho, nos concedais por sua intercessão, que também puros até Vós cheguemos. Pelo mesmo Cristo, Senhor nosso.

R. Amém.



Ladainha de Nossa Senhora

(Atualizada)


Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.


Jesus Cristo, ouvi-nos.

Jesus Cristo, atendei-nos.


Pai celeste que sois Deus, tende piedade de nós.

Filho, Redentor do mundo, que sois Deus,

Espírito Santo, que sois Deus,

Santíssima Trindade, que sois um só Deus.


Santa Maria, rogai por nós.

Santa Mãe de Deus,

Santa Virgem das Virgens,

Mãe de Jesus Cristo,

Mãe da Igreja,*6

Mãe de misericórdia,*7

Mãe da divina graça,

Mãe da esperança,*

Mãe puríssima,

Mãe castíssima,

Mãe imaculada,

Mãe intacta,

Mãe amável,

Mãe admirável,

Mãe do bom conselho,

Mãe do Criador,

Mãe do Salvador,

Virgem prudentíssima,

Virgem venerável,

Virgem louvável,

Virgem poderosa,

Virgem clemente,

Virgem fiel,

Espelho de justiça,

Sede de sabedoria,

Causa da nossa alegria,

Vaso espiritual,

Vaso honorífico,

Vaso insigne de devoção,

Rosa mística,

Torre de Davi,

Torre de marfim,

Casa de ouro,

Arca da aliança,

Porta do céu,

Estrela da manhã,

Saúde dos enfermos,

Refúgio dos pecadores,

Conforto dos migrantes,*

Consoladora dos aflitos,

Auxílio dos cristãos,

Rainha dos anjos,

Rainha dos patriarcas,

Rainha dos profetas,

Rainha dos apóstolos,

Rainha dos mártires,

Rainha dos confessores,

Rainha das virgens,

Rainha de todos os santos,

Rainha concebida sem pecado original,

Rainha elevada ao céu,

Rainha do sacratíssimo rosário,

Rainha da família,*8

Rainha da paz,


Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós.


V. Rogai por nós, Santa Mãe de Deus.

R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.


Oremos: Senhor Deus, nós Vos suplicamos que concedais aos vossos servos perpétua saúde de alma e de corpo; e que, pela gloriosa intercessão da Bem-aventurada sempre Virgem Maria, sejamos livres da presente tristeza e gozemos da eterna alegria. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.



Ato de Consagração das Famílias

ao Puríssimo Coração de Maria.9


Ó Maria, Virgem amorosíssima, e nossa Mãe terníssima, lançai um olhar benigno sobre as pessoas desta família, humilde porção de vossa grande família, que, prostrada diante de Vós, se consagra irrevogavelmente ao vosso Coração materno. A isto nos move não só o nosso filial afeto para conVosco, mas também a necessidade que sentimos de uma assistência vossa mais especial, nestes calamitosos tempos.

Vede, ó Maria, como se procura extinguir a fé nos nossos corações com o gelo do indiferentismo e da incredulidade. Ah, Vós que sois a Sede da Sabedoria, preservai-nos a todos nós da falsa ciência do século, e conservai-nos inabaláveis na fé santíssima de vosso Filho.

Vede as ciladas que, em toda a parte, se armam aos bons costumes, contaminando todas as coisas com a desenfreada licença sensual. Ah, purificai, ó Virgem Imaculada, de tantas impurezas da terra; ou, ao menos, conservai ilesa toda esta família. Observai como se tenta convulsionar toda a sociedade, e lançá-la no torvelinho da rebelião contra toda a lei e toda a autoridade. Portanto, ó Augusta Rainha nossa, conservai entre as pessoas desta família aquela ordem que foi por Deus estabelecida, e não permitais que os conselhos dos ímpios prevaleçam. Finalmente, tende misericórdia da Igreja, ó Auxílio dos Cristãos; apressai o momento em que, levantando a cabeça da longa opressão, possam respirar um ambiente de paz e de liberdade.

Aceitai, pois, ó boa Mãe, a consagração que esta família faz, hoje, de si mesma ao vosso Coração materno; e, como prova de vosso benigno acolhimento, fazei que todos os seus membros sintam a vossa proteção na vida e na morte. Assim seja.

*Rezar 1 Pai Nosso e 1 Ave Maria, pelos ausentes e pelos mortos da família.


____________________

1.  “Manual das Filhas de Maria Imaculada”, para uso das Associações dirigidas pelas Filhas da Caridade, 2ª Parte, Livro II, Cap. II, Art. Primeiro, Conclusão, pp. 434-435. Nova Edição, A. Taffin-Lefort/J. De Gigord, Paris, 1929.

2.  Meditações Práticas para Todos os Dias do Ano, pelo Pe. Bruno Vercruysse, S.J., Tomo II, 8 de Dezembro, pp. 426-428. 3ª Edição, Livraria Apostolado da Imprensa, Porto, 1950.

3.  Cânt., VI.

4.  Jo., X, 16.

5.  Manual dos Congregados Marianos (Edição Oficial), 4ª Parte – Devocionário Mariano, pp. 235-237. Editora Vozes, Petrópolis/RJ, 1938.

9.  “Manual do Devoto de Nossa Senhora das Graças e da Visita Domiciliária”, pelo Pe. Ascânio Brandão, Apêndice, pp. 312-314. Distribuidor A. Lucchesi & Cia. Guaratinguetá/SP – Editora Vozes Ltda, Petrópolis/RJ, 1934.


Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...