Blog Católico, para os Católicos

BLOG CATÓLICO, PARA OS CATÓLICOS.

"Uma vez que, como todos os fiéis, são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a OBRIGAÇÃO e o DIREITO, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente através deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito" (S.S. o Papa Pio XII, Discurso de 20 de fevereiro de 1946: citado por João Paulo II, CL 9; cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 900).

sábado, 5 de janeiro de 2019

Novena em Honra da Sagrada Família (3º Dia)


NOVENA1


V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.

R. Apressai-Vos, Senhor, em me socorrer.

V. Glória ao Pai, e ao Filho e ao Espírito Santo.

R. Assim como era no princípio, agora e sempre e por todos os séculos dos séculos. Amém.


Ato de Contrição

Meu Senhor Jesus Cristo, Criador, Pai e Redentor meu, em quem creio e espero, e a quem amo e desejaria ter amado sempre sobre todas as coisas; pesa-me uma e mil vezes de Vos haver ofendido, por serdes Vós quem sois, bondade infinita; pesa-me também por haver merecido as terríveis penas do Purgatório, e, talvez, ai de mim, as eternas chamas do Inferno. E Vós, cheio de misericórdia, me haveis adiado o castigo. Proponho firmemente nunca mais pecar, e afastar-me das ocasiões de Vos ofender, ajudado pela Vossa divina graça. Concedei-me, ó meu Jesus, a felicidade de me confessar com as devidas disposições, para obter copiosos frutos, emendar a minha vida e perseverar em Vosso santo serviço até a morte. Eu Vo-lo peço, Senhor, pelo Vosso preciosíssimo Sangue, pelas dores de Vossa aflita Mãe e pela intercessão do glorioso Patriarca São José. Assim seja.



Oração Preparatória

para recitar todos os dias

diante da Imagem da Sagrada Família2


Ó meu amorosíssimo Jesus, que por meio de inefáveis virtudes e exemplos de Vossa vida doméstica, santificastes a Família, por Vós escolhida aqui na terra, olhai compassivo para esta família, que aqui prostrada diante de Vós, Vos pede, Lhe sejais propício. Lembrai-Vos de que é Vossa, pois que a Vós está especialmente dedicada e consagrada. Assisti-Lhe benigno, defendei-a de todos os perigos, socorrei-a em todas as necessidades e dai-Lhe a graça suficiente para perseverar constantemente na imitação da Vossa Santa Família, a fim de que servindo-Vos fielmente, e amando-Vos na terra, possa depois bendizer-Vos eternamente no Céu.

Ó Maria, minha Mãe dulcíssima, a Vossa intercessão recorremos, seguros de que o Vosso divino Filho, há de ouvir as Vossas súplicas. E Vós também, ó glorioso Patriarca São José, ajudai-nos com a Vossa poderosa intercessão, e oferecei a Jesus os nossos votos pelas mãos de Maria Santíssima. Assim seja.



Terceiro Dia

MEDITAÇÃO

A Sagrada Família na Fuga para o Egito


Tendo Herodes sabido pelos Magos, que era nascido o Rei dos Judeus, decretou a degolação de todos os meninos de Belém e suas cercanias; Deus, porém, não querendo que Seu Filho morresse ainda, enviou um Anjo a São José, a dizer-lhe, que tomasse o Menino e Sua Mãe, e com Eles fugisse para o Egito. Consideremos aqui a pronta obediência de São José, que não obstante o Anjo não lhe designar a hora da partida, não o interrogou sobre ela, nem acerca do lugar onde havia de fixar-se no Egito, mas dispôs-se a partir imediatamente. Participou logo a Maria Santíssima a ordem divina, juntou as ferramentas da Sua arte que poderia levar consigo e lhe deviam servir naquela região, para granjear o sustento de Sua abandonada Família, e com Ela se pôs a caminho naquela mesma noite, como afirma Gerson: e foi só, sem guia, apesar de a viagem ser de cerca de cento e trinta léguas, e por caminhos escabrosos, através de montanhas e desertos. Quanto não haveria de padecer São José durante este longo trajeto, vendo os sofrimentos de Sua querida Esposa, sem hábito de andar a pé tão largas jornadas, e carregando em seus braços com o tenro Infante, que os dois levavam alternadamente. Iam fugindo, receosos de encontrar a cada passo os emissários de Herodes, na época mais rigorosa do inverno, em meio de ventanias e nevadas. Durante esta longa viagem só se alimentariam de algum pão, levado de sua casa, ou recolhido de esmola pelo caminho. De noite descansariam em alguma pobre caravançará, ou nos montes e campos, ao ar livre, ou ao abrigo de alguma árvore. Em verdade, São José estava perfeitamente unido à vontade de Deus, que queria que Seu Filho desde a mais tenra infância começasse a sofrer pelos homens, para expiar os seus pecados: seu Coração terno e amante, contudo, não podia deixar de sofrer, e muito, vendo tremer e chorar de frio o seu Jesus, e suportar tantas outras incomodidades.

Consideremos, finalmente, o sem número de tribulações por que teve de passar São José, durante sete anos, em que permaneceu no Egito, no meio de um povo idólatra, bárbaro e estranho, onde não encontrava nem parentes, nem amigos que O auxiliassem. Por isso, diz São Bernardo, que para sustentar a Sua estremecida Esposa e o divino Infante, que alimenta e conserva a todos os homens e a todos os seres da Criação, se viu o Santo Patriarca obrigado a trabalhar de dia e de noite.

1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória ao Pai.


Oração3

Ó Senhor Jesus Cristo, que obedecendo a Maria e José, consagraste com inefáveis virtudes a vida doméstica, fazei com que nós, com a ajuda de um e outro, sejamos instruídos pelos exemplos da vossa Santa Família e consigamos alcançar a sua eterna companhia. Vós que viveis e reinas… Amém.


*Façam-se aqui, por alguns instantes, breves reflexões sobre a matéria da precedente meditação, pedindo em seguida as graças que se desejam alcançar. Em seguida, recitam-se ou cantam-se os seguintes versos:



GOZOS


CORO

Oh! Vinde, Pastorinhos,

O Rei vinde adorar,

Que lá dos Céus à terra

Acaba de baixar.


Vede, em rústico teto

Que se veio abrigar;

Tem por berço um presépio,

Por templo e por altar;

E em leito de palhinhas,

Nuzinho repousar,

Aquele, que astros mil

A seus pés vê brilhar.


Vede esse astro formoso,

Que O veio anunciar

Aos magos do Oriente,

Pra que O fossem buscar,

E ante o Rei de Judá

Humildes se prostrar,

De incenso, ouro e mirra

Trino dom Lhe ofertar.


Sem ricas oferendas

Não temais lá chegar,

Que é grato o Deus Menino,

A quem fé Lhe prestar;

Até do campo as florinhas

Tem por certo agradar,

A Quem com seu sorriso

As faz desabrochar.


A Mãe nos ternos braços

O está a acalentar,

E quer adormecê-lO

Com seu doce cantar,

E um Anjo lhe responde

Em tom de acompanhar,

Honra a Deus nas alturas,

Paz veio aos homens dar.”


Vede esbelto mancebo

Humilde ajoelhar,

Que as águas do Jordão

Fora puras libar;

E Jesus que o contempla

Com meigo doce olhar;

E um alvo cordeirinho

Ali perto a balar…


Coração, alma e vida

Lhe vamos ofertar;

Que o Deus, pobre e menino

Quer-nos, meigo, abraçar;

E seus bracinhos ergue,

Como pra nos chamar;

Vinde, vinde, repete

Com terno bracejar.


Oração jaculatória: Família Sagrada, por Herodes perseguida, sede sempre conosco.

Obséquio: Por amor de Jesus, Maria e José, direi hoje vinte vezes: “seja feita a Vossa vontade assim na terra como no Céu”, e, oferecerei a Deus os sofrimentos que me enviar.


ORAÇÃO

Amado Jesus meu, tende piedade de mim. Deus e Senhor meu, Vós que Sois a própria inocência, quisestes padecer tanto por amor de mim desde a mais tenra infância, e eu, que por meus pecados tantas vezes mereci o Inferno, impaciento-me e exaspero-me quando tenho alguma coisa que padecer por amor de Vós: Ah! Meu dulcíssimo Salvador, perdoai-me, que eu quero de hoje em diante sofrer com paciência todas as contrariedades, e me ofereço a Vós para levar com resignação todas as cruzes que Vos dignardes enviar-me; auxiliai-me, porém, com a Vossa graça, pois sem ela não poderei ser-Vos fiel. Amo-Vos, ó meu Jesus, e estimo-Vos, meu tesouro e meu tudo, e desejo amar-Vos sempre, e, para Vos agradar, estou resolvido a sofrer quanto Vos aprouver.

Ó Maria, Mãe de Deus e minha Mãe, Virgem cheia de ternura, pelos Vossos sofrimentos na fuga para o Egito, alcançai-me a força necessária para suportar com paciência e resignação, todas as contradições e adversidades da vida, que o Senhor se dignar enviar-me.

Ó meu Santo e Glorioso Patriarca, pela Vossa pronta e constante obediência à vontade de Deus, alcançai-me do meu Jesus, a graça de obedecer perfeitamente aos Seus divinos Preceitos. Dignai-Vos de me obter a graça de não perder nunca, até o derradeiro alento, a companhia de Jesus e de Maria, nesta viagem que ando a fazer para a eternidade, rodeado de tantos inimigos: na companhia de ambos as amarguras da vida e agonias da morte, hão de ser para mim preciosas e cheias de doçuras. Amém.

EXEMPLO

Há poucos anos ainda, que um irmão da Associação de Bruxelas, se sentiu acometido de uma enfermidade dolorosíssima, e de tal gravidade, que os médicos julgaram necessária uma operação, perigosa de fazer. Submeteu-se o enfermo; estendido já no leito, preparou-se para sofrer; e sofreu com efeito, com tanta resignação e serenidade, que todos perguntavam com admiração, que força misteriosa seria a que sustentava a sua heroica paciência. Era muito simples a resposta: é que debaixo do seu travesseiro tinha o valente cristão metida a sua medalha predileta da Sagrada Família, e na lembrança dos sofrimentos e paciência incomparáveis de Jesus, Maria e José encontrava forças para suportar heroicamente as suas próprias dores. À imitação deste generoso sócio, procuremos, em meio de nossas adversidades, ter sempre à vista, a imagem da Sagrada Família, ou, pelo menos, trazer à memória os seus exemplos divinos.



Ladainha em Honra da Sagrada Família


Jesus, Salvador do mundo, tende piedade de nós.

Jesus, Filho de Maria e Irmão nosso, tende piedade de nós.

Jesus, Tesouro e Delícia da Sagrada Família, tende piedade de nós.


Santa Maria, Rainha dos céus, rogai por nós.

Santa Maria, Mãe de Jesus e nossa doce Mãe, rogai por nós.

Santa Maria, ornamento e alegria da Sagrada Família, rogai por nós.

São José, pai legítimo de Jesus, rogai por nós.

São José, casto esposo de Maria, rogai por nós.

São José, guia e amparo da Sagrada Família, rogai por nós.


Sagrada Família, que debaixo da proteção nos temos consagrado a Deus, rogai por nós.

Sagrada Família, que temos tomado por modelo, rogai por nós.

Sagrada Família, predileta do Pai celestial, rogai por nós.

Sagrada Família, conduzida pelo Espírito Santo, rogai por nós.

Sagrada Família, santificada pela presença do Filho de Deus, rogai por nós.

Sagrada família, terror do Inferno, rogai por nós.

Sagrada Família, asilo de todas as virtudes, rogai por nós.

Sagrada família, Santuário da divina Trindade, rogai por nós.

Sagrada Família, precioso Tabernáculo de Deus Vivo, rogai por nós.

Sagrada Família, escondida e ignorada sobre a terra, rogai por nós.

Sagrada Família, pobre e laboriosa, rogai por nós.

Sagrada Família, Modelo de paciência e resignação, rogai por nós.

Sagrada Família, alegria nas tribulações, rogai por nós.

Sagrada Família, venerada pelos pastores, rogai por nós.

Sagrada Família, honrada pelos Magos, rogai por nós.

Sagrada Família, por Herodes perseguida, rogai por nós.

Sagrada Família, pelos judeus depreciada, rogai por nós.

Sagrada Família, desejada pelos Patriarcas, rogai por nós.

Sagrada Família, pelos Anjos respeitada, rogai por nós.

Sagrada Família, Modelo de Todos os Santos, rogai por nós.

Sagrada Família, ornamento da celestial Jerusalém, esteja sempre conosco.


Sede-nos propícia, socorrei-nos em todos os perigos da alma e corpo, Vos rogamos, ouvi-nos.


Sede nosso refúgio contra os males que nos cercam, Vos rogamos, ouvi-nos.

Sede nossa força nos combates e provas, Vos rogamos, ouvi-nos.

Sede-nos forte muro contra os ataques do inimigo de nossa saúde, Vos rogamos, ouvi-nos.

Sede nossa esperança nesta vida e nosso consolo na hora da morte, Vos rogamos, ouvi-nos.

Sede eficaz protetora daqueles que Vos invocam com verdadeira confiança, Vos rogamos, ouvi-nos.

Sede medianeira dos que morrem no Senhor e Advogada dos pecadores perante o soberano Jesus, Vos rogamos, ouvi-nos.

Sede libertadora das Almas detidas no Purgatório e saúde dos que esperam em Vós, Vos rogamos, ouvi-nos.

Sede sempre sustento dos débeis e ajuda dos imperfeitos, Vos rogamos, ouvi-nos.

Sede sempre protetora de nossa família e de toda a sociedade, Vos rogamos, ouvi-nos.

Sede sempre espelho dos cristãos, Modelo dos Justos, Vos rogamos, ouvi-nos.

Sede sempre consoladora dos aflitos e refúgio de vossos devotos, Vos rogamos, ouvi-nos.

Sede sempre apoio e defesa dos que se tem consagrado a vosso serviço, Vos rogamos, ouvi-nos.


V. Sagrada Família, sede glorificada em todos os séculos.

R. Reinai para sempre em todos os corações.


Oração: Divino Salvador, bendigo todas as vossas obras, recompensai de uma maneira digna de Vós a todos os que trabalham por vossa glória, concedei a paz e a vida eterna a nossos irmãos mortos. Concedei também a vossos operários, as graças que lhes são necessárias para a conversão dos pecadores, santificação dos Justos e aumento de vossa família cristã, a fim de que sejais conhecido e glorificado por todas as criaturas, com Maria e José; e reineis em todos os corações agora e sempre. Oh! Vós que viveis e reinais com Deus Pai, em unidade do Espírito Santo, por todos os séculos dos séculos. Amém.

JACULATÓRIAS4

Amado Jesus, Maria e José, o meu coração Vos dou e a minha alma.

Amado Jesus, Maria e José, assisti-me na última agonia.

Amado Jesus, Maria e José, expire em paz entre Vós a minha alma.


Jesus, Maria e José,

Salvai as nossas Famílias!


________________________

1.  Extraída da Obra intitulada “A Sagrada Família”, por um Padre Redentorista, Sexto Exercício, pp. 537-548. Tradução do Espanhol pelo Cônego Manuel Moreira Aranha Furtado de Mendonça, Estabelecimentos Benzinger & Co. S.A., Tipógrafos da Santa Sé Apostólica, Einsiedeln/Suíça, 1898.

2.  Oração Indulgenciada.

3.  D. Gaspar Lefebvre, O.S.B., “Missal Quotidiano e Vesperal”, “Oremus” da Missa – da Festa da Sagrada Família, p. 162. Desclée de Brouwer & Cie, Bruges (Bélgica), 1952.

4.  Indulgenciadas.

Redes Sociais

Continue Acessando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...